Ao fim de dez anos de desenvolvimento, o filme sobre Freddie Mercury e o legado artístico dos Queen chega finalmente esta semana aos cinemas.

Trata-se do projeto mais mediático de Rami Malek, o ator da série de culto "Mr. Robot", e se as opiniões sobre "Bohemian Rhapsody" são muito variadas, quase todas convergem num ponto: ele é um grande Freddie Mercury.

Com os elogios também chegou a pergunta: é ele que canta?

E a resposta é... sim e não.

O que é se ouve no filme "é uma amálgama de algumas vozes. Mas a minha esperança principal e a de todos é que oiçamos o Freddie tanto quanto possível. Acho que é esse o objetivo de todos", explicou o ator à edição americana do Metro.

De acordo com um perfil do New York Times, foram as maravilhas da técnica que permitiram misturar a voz de Malek com a de Mercury retirada das gravações e ainda a de Marc Martel, um cantor de rock cristão canadiano.

"Podíamos literalmente fechar os olhos e é o Freddie. E isso é uma coisa muito dura de conseguir", comentou o produtor do filme Graham King à Rolling Stone sobre a voz praticamente idêntica de Martel.

Rami Malek usou próteses nos dentes para ficar mais parecido e recorreu à ajuda de um treinador de sotaques e outro de movimentos para se aproximar tanto da voz como dos maneirismos de Freddie Mercury, mas como explicou ao New York Times, no balanço de "Bohemian Rhapsody" tudo se resume a isto: "ninguém me quer ouvir cantar".

TRAILER "BOHEMIAN RHAPSODY".


Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.