Tommy Lee Jones e Brad Pitt vai trabalhar juntos num épico futurista de ficção científica chamado "Ad Astra".

Pitt será um engenheiro espacial com um ligeiro autismo que viaja pelo sistema solar para encontrar o seu pai, interpretado por Jones, e perceber a razão para ter falhado a missão sem regresso que iniciou 20 anos antes a caminho de Neptuno para encontrar sinais de vida extraterrestre.

O título, que está em latim e ainda poderá ser alterado, significa "Para as estrelas".

Para os atores, com 70 e 53 anos, será a primeira vez que trabalham juntos apesar das já longas carreiras.

A rodagem começa já em setembro e Tommy Lee Jones fechou agora o contrato, mas Pitt comprometeu-se em fevereiro, quando se tornou claro que ia atrasar a produção da sequela de "WWZ: Guerra Mundial" (2013), que será feita com David Fincher.

Com tons de "O Coração das Trevas", o livro de Joseph Conrad que inspirou "Apocalypse Now" (1979) de Francis Ford Coppola, "Ad Astra" será realizado por James Grey.

O projeto mostra que à terceira é de vez para realizador e ator: o seu último filme foi "A Cidade Perdida de Z", em que Pitt era para ter sido um dos protagonista em 2008 antes de se manter apenas como produtor (o papel acabou por ir muito mais tarde para as mãos de Charlie Hunnam).

Os dois também tentaram trabalhar juntos em "The Gray Man", um 'thriller' de espionagem que nunca se concretizou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.