"Estas doentias, retorcidas e bizarras alegações nunca aconteceram. Ponto", disse o representante de Charlie Sheen sobre a acusação de que este abusou sexualmente do ator Corey Haim, repetida no novo documentário "(My) Truth: The Rape of Two Coreys" por Corey Feldman.

A alegada violação teria acontecido durante rodagem de "Lucas", que estreou em 1986, quando Haim tinha 13 anos e Sheen 19.

Em 2017, quando a acusação surgiu pela primeira vez, a estrela de "Platoon" e "Dois Homens e Meio" também desmentiu e processou várias publicações.

Corey Feldman: ator de "Os Goonies" acusa Charlie Sheen de abuso sexual em novo documentário
Corey Feldman: ator de "Os Goonies" acusa Charlie Sheen de abuso sexual em novo documentário
Ver artigo

Corey Feldman foi um ídolo juvenil nos anos 80 graças a filmes como "Gremlins", "Os Goonies", "Conta Comigo", "Os Rapazes da Noite", "Aselhas ao Volante" e "S.O.S. - Vizinhos ao Ataque", alguns dos quais ao lado de Corey Haim, que faleceu vítima de pneumonia em 2010.

"Peço a todos que considerem a fonte e leiam o que a sua mãe Judy Haim tem a dizer", acrescentou o representante de Charlie Sheen, implicitamente recordando a reputação controversa de Corey Feldman e ainda um testemunho da progenitora de Corey Haim.

"Sinto que esta é uma acusação gigantesca sem qualquer prova e sem que o meu filho esteja aqui para se defender", referem emails trocados entre Judy Haim e a equipa de Charlie Sheen a que o The Wrap teve acesso.

Esta acrescenta que a alegada violação "nunca ocorreu ou eu teria sabido dela" e que pensa que Corey Feldman" "perdeu o juízo" e "o pior é que ele acha que esta é uma ótima forma de comemorar os 10 anos da morte do meu filho", que ocorreu a 10 de março, véspera da antestreia em Los Angeles de "(My) Truth: The Rape of Two Coreys".

Corey Haim e Corey Feldman

Além de Corey Feldman, outras pessoas no documentário dizem que Corey Haim lhes disse diretamente que tinha sido violado por Charlie Sheen ou que tinham ouvido falar sobre isso anos mais tarde.

Com 48 anos, Felman já tinha revelado que fora abusado sexualmente nos anos 80 e denunciou na sua autobiografia de 2013 que outros atores muito jovens foram vítimas de uma rede pedófila em Hollywood.

Após surgir o escândalo de assédios e abusos sexuais à volta do produtor Harvey Weinstein em outubro de 2017, Feldman anunciou a intenção de "expor" essa rede num novo documentário, que seria "a mais honesta e verdadeira representação alguma vez feita de abuso infantil".

O ator repete os nomes de três homens que já tinha acusado de abuso, incluindo o ator Jon Grissom, que teve pequenos papéis em dois filmes com a dupla de Coreys, "Aselhas ao Volante" (1988) e "Uma Garota de Sonho" (1989), e o antigo agente Marty Weiss, que as desmentiram no passado.

Também refere que um antigo ator e amigo dos dois Coreys, Dominick Brascia, falecido em 2018, abusou de Corey Haim.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.