"A fábrica de nada", "O ornitólogo" e "São Jorge" são alguns dos filmes integrados, a partir de quarta-feira, na Semana de Cinema Português em Buenos Aires, uma iniciativa que viajará depois para Santiago do Chile.

A Semana de Cinema Português na capital argentina cumprirá a quinta edição com alguma da mais recente produção cinematográfica nacional e, pela primeira vez, contará com 'workshops' com a presença das realizadoras Salomé Lamas e Rita Azevedo Gomes e da produtora Luísa Homem, entre outros.

"Esta quinta edição - talvez a mais ambiciosa em termos de programação - permite confirmar o potencial narrativo e estético desta cinematografia, com alguns dos títulos que mais repercussão tiveram em festivais internacionais de prestígio", escreveu o programador Diego Brodersen no catálogo da iniciativa.

Entre os mais de dez filmes a exibir até ao dia 10, no Museu de Arte Latino-Americano de Buenos Aires, contam-se "A fábrica de nada", de Pedro Pinho, "Colo", de Teresa Villaverde, "Verão danado", de Pedro Cabeleira, "O ornitólogo", de João Pedro Rodrigues, "São Jorge", de Marco Martins, "Cinema, Manoel De Oliveira e eu", de João Botelho, e uma série de curtas de Salomé Lamas.

Depois de Buenos Aires, esta iniciativa é replicada, pelo segundo ano, em Santiago do Chile, nos dias 11 a 17 de dezembro, na Cinemateca Nacional e no Centro Cultural La Moneda.

A itinerâcia da Semana do Cinema Português prosseguirá em janeiro, na Cidade do México e em Montevideo (Uruguai), em fevereiro e em março, novamente na Argentina, e, em setembro, em Bogotá (Colômbia) e em Quito (Equador).

A Semana do Cinema Português é uma ideia da associação cultural VAIVEM, de divulgação do cinema português em várias cidades da América Latina, com o apoio do Instituto Camões, embaixada de Portugal na Argentina e da Fundação Calouste Gulbenkian.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.