Após a ordem de fecho do Cinema São Jorge, que pertence à Câmara de Lisboa e está vocacionada para festivais e outros espetáculos, o Cinema Trindade, no Porto, é a primeira sala de exibição comercial a fechar por causa da pandemia do coronavírus.

"Atendendo à situação que atualmente se vive em Portugal e no mundo inteiro não poderíamos deixar de fazer a nossa parte e agir de acordo com as recomendações que têm sido feitas nas últimas horas a todos os cidadãos. Decidimos, por este motivo, suspender provisoriamente e, pelo menos, até ao próximo dia 3 de abril toda a programação", anunciou o cinema.

"Fechamos portas desejando podê-las reabrir o mais depressa possível, mas aconselhando todos os nossos seguidores e amigos a que sigam as medidas de higiene e precaução já amplamente divulgadas. Sabemos, melhor que ninguém, que ver filmes no sofá não é o mesmo que vê-los numa tela de cinema, mas por enquanto é o melhor a fazer. Para o bem de todos", acrescenta a nota.

A Cinemateca Portuguesa, em Lisboa, também anunciou a suspensão da atividade até 6 de abril "na sequência das orientações do Ministério da Cultura e da Direção Geral de Saúde e como medida de prevenção da disseminação do novo coronavírus".

A suspensão abrange as duas salas de cinema, biblioteca, sessões e oficinas da Cinemateca Júnior e os visionamentos no departamento ANIM.

Coronavírus: salas de cinema portuguesas continuam abertas, mas algumas aplicam planos de contingência. Saiba quais são
Coronavírus: salas de cinema portuguesas continuam abertas, mas algumas aplicam planos de contingência. Saiba quais são
Ver artigo

O cineclube do Porto cancelou "todas as atividades de programação cultural para a Casa das Artes".

O Cineclube de Viseu também cancelou todas as sessões até ao final de março.

Com exceção do Trindade, os cinemas portugueses de exibição comercial permanecem abertos.

Nos últimos dias têm sido vários os espaços culturais que têm encerrado ou suspendido as respetivas programações, depois de o Governo ter recomendado a suspensão de eventos em espaços fechados com mais de mil pessoas e em espaços abertos com mais de cinco mil, que hoje se tornou numa interdição de facto até, pelo menos, 9 de abril.

Vários exibidores anunciaram o reforço das medidas de limpeza e higiene, a redução da venda de bilhetes por sala e cancelaram sessões depois da meia-noite.

Em vários países, os cinemas permanecem fechados total ou parcialmente.

Esta sexta-feira (13), a empresa líder no setor de exibição de cinema em Espanha anunciou o encerramento de todas as salas por causa da pandemia do coronavírus.

Em França, também foi decretada a proibição de eventos públicos com mais de 100 pessoas, o que se aplica aos cinemas.

(*) Notícia atualizada às 17h10 com informações sobre a Cinemateca Portuguesa.

Mais informações sobre o COVID-19.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.