A história da adolescente judia que escreveu um diário enquanto esteve escondida com a família na Holanda durante o Holocausto, vai regressar ao grande ecrã pela mão do dramaturgo e realizador
David Mamet. Segundo a Variety, o cineasta adaptará, realizará e produzirá a nova versão de
«O Diário de Anne Frank», para os estúdios Disney.

Para o novo filme, Mamet utilizará não só o texto de Anne Frank, publicado em 1947, como também o argumento de
Albert Hackett e
Frances Goodrich, utilizado na versão que
George Stevens assinou em 1959, que venceu três Óscares.

Actualmente a escrever o argumento, David Mamet aceitou o projecto, segundo a Variety, para poder contar a história de Anne Frank a partir de uma nova perspectiva, do ponto de vista do ritual de passagem de uma jovem rapariga.

«
O Diário de Anne Frank» é considerado um dos dez livros mais lidos em todo o mundo e foi recentemente incluído no registo "Memória do Mundo" da UNESCO. Anne Frank escreve sobre a sua vida e a da família, bem como sobre quatro outras pessoas, também judias, durante o período em que viveram escondidas num anexo para evitar a perseguição dos nazis. Frank morreu em Março de 1945 no campo de concentração de Bergen-Belsen.

David Mamet, dramaturgo celebrado por peças como «American Buffalo» ou «Glengarry Glen Ross», é o autor de filmes como
«Jogo Fatal» (1987),
«State and Main» (2000) e
«O Golpe» (2001).

[iframe|http://cinema.sapo.pt/minisites/infografia-007.html|w:600|h:4500]

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.