«Wings» foi o primeiro filme distinguido, Emil Jannings eleito o melhor actor, Janet Gaynor votada a melhor actriz e Franz Borzage escolhido o melhor realizador.

Numa cerimónia com menos pompa e mistério do que as actuais, 250 pessoas assistiam à entrega dos prémios na Blossom Room do Hollywood Roosevelt Hotel.

Ao contrário do que acontece actualmente, os vencedores tinham já sido avisados previamente, assim como a imprensa, que publicava na edição nocturna os resultados.

A prática do envelope selado e da surpresa dos vencedores só foi utilizada pela primeira vez em 1941.

A película que venceu a distinção de Melhor Filme de 1927 foi «Wings», um filme de guerra mudo realizado por William A Wellman.

Os méritos que lhe valeram o galardão não eram tanto os do filme em si, mas a ausência de concorrência à altura, uma vez que o outro único filme bem qualificado aos olhos do júri tinha já vencido o prémio de qualidade artística.

O galardão de Melhor Actor foi concedido a Emil Jannings pelo seu desempenho em «The Last Command»«The Way of All Flesh».

Os critérios de atribuição do prémio na primeira edição da cerimónia baseavam-se na produção anual e este actor germânico era muito respeitado pela comunidade cinematográfica dos anos 20.

Outro candidato de peso, Charlie Chaplin, foi afastado do prémio uma vez que o júri tendia a favorecer os desempenhos dramáticos em relação aos cómicos.

A Melhor Actriz de 1927 foi Janet Gaynor, protagonista dos filmes «Seventh Heaven», «Street Angel»«Sunrise».

O júri voltou a votar neste caso a favor da quantidade do trabalho, pois apesar destes três filmes constituírem os melhores exemplos de um bom desempenho por parte de Gaynor, o seu talento como actriz era facilmente ofuscado por estrelas como Mary Pickford que só não recebeu a nomeação para o prémio pela sua nítida falta de interesse em recebê-lo.

Assim, Janet Gaynor, com 22 anos, tornou-se a mais jovem actriz a receber a distinção até 1986, quando ele foi entregue a Marlee Matlin, com 21 anos na altura.

O prémio de Melhor Realizador de 1927 foi também um pouco atribuído pela ausência de escolha.

Dois dos candidatos tinham já recebido o galardão de melhores filmes: «Wings» e «Sunrise».

Na altura o responsável dos estúdios MGM fez pressão para que King Vidor, com o seu «The Crowd» fosse ignorado pelo júri pelo que restavam duas hipóteses: «Seventh Heaven» e
«The Circus».

O filme de Charlie Chaplin, apesar da sua qualidade, por ser um filme cómico, não reunia o favor dos votantes, que se decidiram então por Frank Borzage.