É o único artista nascido e criado em Portugal a ter sido nomeado aos Óscares (em 1998 por
«As Asas do Amor» e em 2004 por
«Rapariga com Brinco de Pérola») e tem uma carreira vastíssima na direcção de fotografia dividida entra a Europa e os EUA, com filmes como
«Diamante de Sangue»,
«O Delfim» ou, mais recentemente, os dois último filmes da saga Harry Potter.

O último deles,
«Harry Potter e os Talismãs da Morte - Parte 2», estreia agora em todo o mundo, e marcou a entrada em pleno de
Eduardo Serra no campo das produções com trabalho intenso de pós-produção digital. O facto, ao contrário do que seria porventura de esperar, não causou qualquer confusão ao director de fotografia, que assume que o artifício sempre fez parte do cinema e o elemento digital é apenas mais uma ter em conta.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.