Desde o nascimento do cinema que a arte retrata todas as facetas da vida humana, incluindo a infância. Por vontade própria ou forçadas pelos pais e estúdios, crianças como Judy Garland, Mickey Rooney ou Shirley Temple chegaram mesmo, nos anos 30 e 40 do século XX, a ser mais populares do que os atores de cinema adultos. Só que a chegada à idade adulta significou o fim das carreiras das estrelas infantis ou, pelo menos, uma considerável perda de popularidade, muitas vezes originando profundos traumas pessoais.

Atualmente, estrelas precoces continuam a retirar-se quando chegam à adolescência, mas só em 2014, Jake Gyllenhaal em «Nightcrawler - Repórter na Noite», Christian Bale em «Exodus», Leonardo DiCaprio em «O Lobo de Wall Street», Emma Watson em «Noé» ou Ethan Hawke em «Boyhood - Momentos de uma Vida», demonstram que cada vez mais os atores cujas carreiras começaram na infância fazem a transição para papéis adultos sem os traumas do passado.

O que é indesmentível é que todas cresceram. Descubra como estão as estrelas precoces, e algumas juvenis, dos filmes das nossas infâncias...

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.