Embora sejam os mais importantes prémios do cinema britânico, os troféus da British Academy of Film and Television Arts (habitualmente designados por Bafta) seguiram a par e passo a maioria dos atribuídos até agora nas cerimónias norte-americanas da temporada. O francês
«O Artista» foi a fita mais premiada, desta feita com nada menos que sete distinções, praticamente todas elas já recorrentes: Melhor Filme, Realizador (
Michel Hazanavicius), Ator (
Jean Dujardin), Argumento Original, Fotografia, Guarda-Roupa e Banda Sonora Original.

Meryl Streep voltou a ganhar como Melhor Atriz pelo seu retrato de Margaret Thatcher em
«The Iron Lady», e
Christopher Plummer e
Octavia Spencer triunfar mais uma vez nas interpretações secundárias, respetivamente por
«Assim é o Amor» e
«As Serviçais».

Nos prémios específicos para o cinema inglês, os vencedores foram
«A Toupeira» como Melhor Filme (e ainda Melhor Argumento Adaptado) e
«Tiranossauro», que valeu a
Paddy Considine o galardão de Estreia de Mérito de Argumentista, Produtor ou Realizador Britânico.

John Hurt e
Martin Scorsese receberam prémios de carreira, numa cerimónia apresentada por
Stephen Fry.

Eis a lista completa de vencedores dos Bafta:

Melhor Filme: «O Artista»

Melhor Realizador: Michel Hazanavicius por «O Artista»

Melhor Ator: Jean Dujardin por «O Artista»

Melhor Atriz: Meryl Streep por «A Dama de Ferro»

Melhor Longa-Metragem de Animação: «Rango»

Melhor Documentário: «Senna»

Prémio Estrela em Ascensão: Adam Deacon

Melhor Argumento Adaptado: «A Toupeira», por Bridget O'Connor e Peter Straughan

Melhor Argumento Original: «O Artista», por Michel Hazanavicius

Melhor Filme Britânico: «A Toupeira», de Tomas Alfredson

Melhor Atriz Secundária: Octavia Spencer por «As Serviçais»

Melhor Ator Secundário: Christopher Plummer por «Assim é o Amor»

Melhor Direção Artística: «A Invenção de Hugo», por Dante Ferretti e Francesca Lo Schiavo

Estreia de Mérito de Argumentista, Produtor ou Realizador Britânico: Paddy Considine, pela realização de «Tiranossauro»

Melhor Filme Estrangeiro (ou não falado em inglês): «A Pele Onde eu Vivo», de Pedro Almodóvar

Melhor Guarda-Roupa: «O Artista», por Mark Bridges

Melhor Caracterização: «A Dama de Ferro», por Marese Langan

Melhor Fotografia: «O Artista», por Guillaume Schiffman

Melhor Som: «A Invenção de Hugo», por Eugene Gearty, Philip Stockton, Tom Fleischman e John Midgley

Melhor Montagem: «Senna», por Gregers Sall e Chris King

Melhor Banda Sonora Original: «O Artista», por Ludovic Bource

Melhores Efeitos Visuais: «Harry Potter e os Talismãs da Morte - Parte 2»

Melhor Curta-Metragem de Imagem Real: «Pitch Black Heist»

Melhor Curta-Metragem de Animação: «A Morning Stroll»


Veja aqui as melhores imagens da cerimónia

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.