"Elementos Secretos" foi o filme mais visto pelo segundo fim de semana consecutivo nos EUA.

Com Taraji P. Henson, Janelle Monae e Octavia Spencer, que representam as três mulheres negras decisivas no lançamento das missões espaciais da NASA no início dos anos 60, as receitas foram de 20,5 milhões de dólares, apenas menos 10% do que as da estreia.

A descida é insignificante dados os valores envolvidos e o número de salas em que está em exibição - 3286 -, o que mostra que a inspiradora história verídica se está a revelar uma atração muito mais forte do que era antecipado. A estreia em Portugal acontece a 2 de fevereiro.

Os espectadores americanos estão ainda a preferir a fantasia de filmes como "Rogue One: Uma História de "Star Wars" e "La la Land - Melodia do Amor" e com isso ficaram a perder outros títulos com histórias realistas que os estúdios aproveitaram para lançar em mais salas no fim de semana prolongado conhecido por "Martin Luther King Jr. holiday".

A maior desilusão será "Viver na Noite", que também já estreou no nosso país, pois as expectativas eram mais elevadas: era o primeiro filme realizado e interpretado por Ben Afleck desde "Argo" em 2012, que ganhou os Óscares.

Com críticas fracas, o "thriller" sobre gangsters nos anos 20 ficou-se pelos 5,4 milhões de dólares, apenas suficiente para o 11º lugar, um mau começo para uma produção com um orçamento de 65 milhões.

Pelo facto de envolver Martin Scorsese, as esperanças para "Silêncio" também eram mais elevadas, mas a expansão para 747 ecrãs resultou apenas 2,5 milhões de dólares, um 16º lugar, o que indica que, além do pouco reconhecimento comercial registado ainda por Andrew Garfield e Adam Driver, pode estar a ser prejudicado pelas duas horas e meia de duração e o desinteresse pelo tema dos missionários no Japão do século XVI.

O orçamento era de 40 milhões de dólares, um custo controlado já a prever o pouco apelo comercial e a pensar no mercado internacional. Estreia esta semana em Portugal.

Já "Patriots Day - Unidos Por Boston", baseado nos acontecimentos em redor do atentado bombista que afetou aquela cidade durante a maratona de 2013, também desiludiu na sua expansão para 2120 salas, ficando-se pelos 12 milhões e um sexto lugar nos mais vistos.

Realizado por Peter Berg e com Mark Wahlberg, o valor acaba por ser pouco prometedor para uma produção de 45 milhões de dólares, valor que dificilmente conseguirá igualar nos EUA apesar do seu tom patriótico.

Pior, estas histórias "domésticas" também costumam ter pouco apelo no mercado internacional. Estreia a 2 de fevereiro no nosso país.

No entanto, o mais fracasso acaba por ser "Monstros Sobre Rodas", em sétimo lugar nas bilheteiras, com 10,5 milhões.

Sucessivamente adiado desde maio de 2015 e com um custo de 125 milhões, esperava-se que fosse o primeiro de uma nova saga destinado a grandes audiências, mas o próprio estúdio antecipou em setembro do ano passado que seria um fracasso comercial. Por agora, mantém-se por cá a estreia a 20 de abril.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.