Robert Mapplethorpe, Sebastião Salgado e Gérard Castello-Lopes, três nomes que ajudam a contar a história da fotografia do século XX, são recordados num ciclo de cinema que o Cinema Ideal organiza esta semana em Lisboa.

Este ciclo é uma primeira iniciativa organizada pelo Cinema Ideal com a Casa da Imprensa - que partilham o mesmo edifício - e arranca na quinta-feira com o documentário "Mapplethorpe - Vejam as imagens" (foto), filme de 2016 feito por Fenton Bailey e Randy Barbato, em torno da vida do artista visual norte-americano Robert Mapplethorpe.

Esta mostra de cinema estender-se-á até 7 de novembro e apresenta outros seis filmes sobre fotógrafos, como Robert Doisneau, Robert Frank, Sebastião Salgado e o português Gérard Castello-Lopes.

Foi ainda incluído "À procura de Vivian Maier", filme de John Maloof e Charlie Siskel que tenta desvendar os mistérios da história de uma mulher, cuidadora de crianças, de quem foi descoberto um arquivo de mais de 100 mil fotografias que retratam a sociedade americana.

Enquadrado neste ciclo, no dia 05 é exibido em antestreia o filme "Mais um dia de vida", de Raúl de la Fuente e Damian Nenow, que adapta o livro homónimo do jornalista polaco Ryszard Kapuscinski, com memórias sobre a cobertura da guerra em Angola, em 1975.

O filme combina o cinema de animação com o trabalho de pesquisa documental sobre aquele período de vida de Kapuscinski, da história de Angola, dos movimentos de libertação e da saída de portugueses do país.

Na sessão no Cinema Ideal estarão presentes o Raúl de la Fuente e a produtora Amaia Remírez.

"Mais um dia de vida", exibido em Cannes, integrará também em novembro o Cinanima - Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.