Ao contrário de
«The Social Network», realizado por
David Fincher, que deverá retratar o lado negro dos criadores do
Facebook, a película sobre os inventores do motor de busca
Google pretende homenagear uma dupla que sempre se impôs pela ética com que conduziu o seu negócio.

O livro biográfico de Ken Auletta, «
Google - O Fim do Mundo Como o Conhecemos» (editado em Portugal pela Civilização), já tinha contado a história de
Sergey Brin e
Larry Page, dois amigos doutorandos da Universidade de Stanford que criaram um novo motor de busca com o objectivo expresso de «organizar a informação do mundo e torná-la universalmente acessível e utilitária». A fundação da empresa multinacional que é hoje a Google Inc. assentou em princípios como «É possível ganhar dinheiro sem prejudicar alguém» e «Pode ser-se sério sem se usar um fato». E fazendo uso desses princípios, Brin e Page tornaram-se multimilionários.

O filme vai ser produzido pela Groundswell Productions, cujo fundador, Michael London, explicou o projecto à Deadline New York, que divulgou inicialmente a notícia: «É sobre estes dois tipos novos que criaram uma empresa que mudou o mundo, e de como o mundo, por seu lado, também os mudou a eles. O coração do filme é o maravilhoso édito deles: «Não sejas mau». A dada altura na evolução de uma empresa tão grande e poderosa, há um milhão de desafios a essa regra. Será possível permanecer fiel a princípios assim à medida que se fica tão rico e poderoso como aquela empresa? A intenção é ser simpático para com o Sergey e o Larry, e temos esperança de que o filme venha a ser tão interessante como a empresa que eles criaram».

Ainda não há realizadores ou actores associados ao projecto.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.