Hugh Grant decidiu entrar na campanha para as eleições legislativas na Grã-Bretanha,

Convicto que Boris Johnson fará uma saída sem acordo da União Europeia, o ator de 59 anos tem estado ao lado de candidatos do "remain" tanto dos trabalhistas como dos liberais democratas, apelando a um voto tático para impedir a eleição de uma maioria conservadora que possa avançar com o Brexit.

No entanto, foram as imagens de porta em porta nos bairros de Londres no domingo e segunda-feira que fizeram os fãs suspirar e recordar a sua personagem em "O Amor Acontece".

Na comédia romântica de 2003 que se tornou um clássico de Natal, Hugh Grant era o primeiro-ministro que andava a bater à porta de várias residências até encontrar Natalie, a sua grande paixão.

As imagens de domingo à noite levaram os fãs a dizer que a vida está a imitar a arte, deixando elogios ao "maior primeiro-ministro falso que a Grã-Bretanha já teve" e que é "o primeiro-ministro que a Grã-Bretanha precisa neste momento", descrevendo os atributos: "popular, eloquente, disposto a enfrentar o desprezível presidente dos EUA... com ótimo penteado".

Há ainda quem desabafe: "Sinto a falta de ter um primeiro-ministro que faça frente aos presidentes americanos que ameaçam os interesses britânicos... esperem... 'O Amor Acontece' não é historicamente correto?! Bolas, Hugh Grant!"

Além de bater à porta e falar com as pessoas, Hugh Grant pode ser ainda "obrigado" a repetir os passos de "dança" no filme.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.