O enredo:

Ninguém conseguia parar Dillinger e o seu gang. Nenhuma prisão o conseguia deter. As suas encantadoras e audazes fugas fazem com que o povo se apaixone por ele numa altura em que os americanos não tinham qualquer simpatia pelos bancos que tinham feito cair o país numa depressão.

Mas enquanto as aventuras do gang de Dillinger, incluindo posteriormente o sociopata Baby Face Nelson e Alvin Karpis, maravilhavam tudo e todos, o Presidente Hoover tinha intenção de capturar Dillinger de forma a elevar o seu Centro de Investigação à condição de policia nacional. Tornando Dillinger "Inimigo Público Número Um" atribui a Purvis, um impetuoso agente conhecido como "Clark Gable do FBI", a missão de capturar o mais famoso gangster da América. Contudo, Dillinger e o seu gang conspiravam e venciam Purvis em perseguições e tiroteios selvagens.

Só depois de chamar uma equipa dos agora intitulados agentes do ocidente da América e orquestrando traições épicas - da vergonhosa "Mulher de Vermelho" ao chefe do crime de Chicago Frank Nitti, é que Purvis, o FBI e a sua nova equipa de pistoleiros serão capazes de se aproximar de Dillinger.

A não perder porque:

Porque os protagonistas são nada menos que
Johnny Depp e
Christian Bale. E se isso não fosse suficiente o filme ainda tem a participação de
Marion Cotillard, oscarizada por
«La Vie en Rose».

E se outras razões não existissem, o realizador é
Michael Mann, que já assinou fitas como
«O Último dos Moicanos»,
«Heat – Cidade sob Pressão» e
«Colateral».

E finalmente ainda, porque nos faz regressar à época dos «gangsters» e à perseguição implacável que um agente do FBI moveu a
John Dillinger,
Baby Face Nelson e
Pretty Boy Floyd.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.