O sindicato norte-americano de argumentistas (Writers Guild of America ou WGA) anunciou os filmes nomeados para os seus prémios, um importante indicador do interior da "indústria" na temporada que culmina nos Óscares.

A lista eclética junta grandes sucessos de bilheteira e outros favoritos que brilham principalmente nesta temporada, mas não "Era Uma Vez em... Hollywood" e "Dor e Glória".

Os argumentos de Quentin Tarantino e Pedro Almodóvar não eram elegíveis porque foram escritos fora da jurisdição do acordo de negociação coletivo de trabalho do WGA, conhecido como "Minimum Basic Agreement", ou do equivalente em alguns sindicatos de argumentistas internacionais.

Por causa destas regras e apesar de ter ganho Óscares pelos argumentos de "Pulp Fiction" (1994) e "Django Libertado" (2012), Tarantino nunca pertenceu ao WGA ou viu nomeado algum dos seus nove filmes.

Na categoria dos argumentos adaptados surgem os filmes "Joker", "O Irlandês", "Mulherzinhas", "Jojo Rabbit" e "Um Amigo Extraordinário" (no original, "A Beautiful Day in the Neighborhood").

Nos originais, concorrem "1917", "Booksmart", "Knives Out", "Marriage Story" e o sul-coreano "Parasitas".

"Citizen K", "Foster", "The Inventor: Out for Blood in Silicon Valley", "Joseph Pulitzer: Voice of the People" e "The Kingmaker" são os nomeados na categoria dos documentários.

Os vencedores serão anunciados a 1 de fevereiro. A cerimónia dos Óscares está marcada para 9.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.