Além da acusação de glorificação de um protagonista demente e violento, cujas ações homicidas poderão gerar imitadores, o filme “Joker”, que tem recebido igualmente elogios pelo retrato sem concessões que faz da alienação social e pela prestação empenhada de Joaquin Phoenix, continua a gerar as mais diversas polémicas.

A mais recente envolve a utilização da canção “Rock and Roll Part 2”, do britânico Gary Glitter, um dos nomes mais populares do glam rock britânico dos anos 70, que nas últimas décadas tem sido continuamente acusado e condenado por pedofilia e posse de pornografia infantil e que está atualmente a cumprir uma pena de 16 anos de prisão.

A canção de Glitter é utilizada numa sequência em que o Joker dança ao som do tema enquanto desce uma longa escadaria. Entre as várias críticas à utilização do tema, a mais recorrente é a de, na prática, se estar a dar dinheiro ao cantor condenado, por via dos “royalties” pela utilização da música.

Há alguns orgãos que estimam que Glitter poderá receber centenas de milhares de dólares de “royalties” pela utilização da canção, que surge no filme durante cerca de dois minutos, tendo em conta que poderá arrecadar uma fatia dos lucros da exibição em cinema, home-video e banda sonora. Uma vez que o filme faturou 93 milhões de dólares só nos três primeiros dias em exibição nos EUA, tornando-se a maior abertura de sempre no mês de outubro em valores brutos no país, a possibilidade do músico ser recompensado aumenta consideravelmente.

O britânico Gary Glitter foi um músico muito popular na década de 70 e 80, tendo vendido mais de 20 milhões de discos. A partir de final dos anos 90, as sucessivas acusações e condenações por posse de pornografia infantil e pedofilia danificaram-lhe de forma permanente a imagem. Em 2015 foi condenado a 16 anos de prisão.

O tema “Rock and Roll Part 2” tornou-se uma canção muito popular em eventos desportivos nos EUA durante décadas, embora a National Football League tenha pedido às respetivas equipas para deixarem de usar a canão nos estádios após a segunda condenação do músico.

“Joker”, realizado por Todd Phillips, ganhou o Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza e está atualmente em exibição nas salas portuguesas.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.