Josh Hartnett revelou finalmente a razão por detrás de uma das mais famosas decisões da história recente de Hollywood: recusar o papel de Batman na saga "O Cavaleiro das Trevas" (2005-2012), feita por Christopher Nolan.

O papel numa das mais aclamadas sagas cinematográficas de super-heróis de sempre acabou por ir, como se sabe, para Christian Bale, marcando um "antes e depois" na carreira deste ator.

Já Hartnett, que era há 15 anos um dos jovens mais na berra em Hollywood, foi desaparecendo do mapa.

O ator explicou numa recente entrevista à Associated Press a sua recusa e revelou estar arrependido, principalmente porque passou ao lado da oportunidade de criar uma relação de trabalho com Nolan.

"Gostaria de ter a oportunidade de ter uma relação com um grande artista na nossa cultura cinematográfica, não interessa onde eles estejam a fazer filmes. Nesse caso, acho que o meu arrependimento é mais por não formar a amizade ou a parceria criativa com esse realizador, mais do que fazer Batman", explicou o ator, agora com 38 anos e que teve há pouco tempo um bom regresso com a série "Penny Dreadful".

A passagem de "não interessa onde eles estejam a fazer filmes" é aqui decisiva porque a alguns conflitos de agenda juntou-se outra razão de peso para recusar o projeto.

"Não queria fazer filmes de estúdio. Na altura, aquilo em que estava interessado era... o filme que fiz em vez desse era um filme pequeno sobre um tipo do Síndrome de Asperger [uma condição de autismo] a apaixonar-se por uma mulher com Síndrome de Asperger. Era uma história verídica, 'Loucos e Apaixonados'. Foi mais uma questão do queria fazer por oposição ao que não queria fazer, e tento sempre ver as coisas assim", concluiu.

Batman não foi o único super-herói que quase foi interpretado por Josh Hartnett . Embora não se tenha falado nisso nesta entrevista, ele também foi cobiçado pelos estúdios para ser o Super-Homem e o Homem-Aranha.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.