Nelson Ferreira e Luís Sequeira, ambos canadianos com raízes em Portugal, estão indicados respetivamente nas categorias de "Montagem de som" e "Guarda-Roupa" pelo filme do mexicano Guillermo del Toro, uma fantasia romântica que lidera os Óscares com 13 nomeações.

Com percursos distintos até chegarem ao cinema, esta é a segunda vez que trabalham com Guillermo del Toro, depois de terem integrado a produção da série de televisão "The Strain", estreada nos Estados Unidos em 2014.

Nelson Ferreira, que nasceu no Canadá em 1965, estudou Belas Artes e Cinema e fundou nos anos 1990, em Toronto, a empresa Sound Dogs. Já trabalhou em produções de Aaron Sorkin, Darren Aronofsky, Peter Bogdanovich.

"Comecei na edição de imagem e fui caminhando em direção à edição de som quase por acaso. Havia mais oportunidades, mais trabalho e encarei-a como trabalho mais entusiasmante e criativo", explicou Nelson Ferreira à agência Lusa, a partir de Toronto.

Sobre a nomeação para os Óscares, Nelson Ferreira fala numa vitória. "Sei que é um cliché, mas sentes-te mesmo assim. Admiro os outros nomeados e nem consigo acreditar que o meu nome está lá com eles", afirmou.

O lusodescendente espera que a nomeação abra portas para que possa trabalhar na Europa: "Adorava fazer um filme em Portugal. Ou Nova Iorque. Mas, para mim, ter a oportunidade de trabalhar na Europa, onde o meu coração está, seria enorme".

Luís Sequeira, que vive no Canadá e tem dupla nacionalidade, considera a nomeação para os Óscares como o momento mais alto dos trinta anos de carreira.

"Dá-me um orgulho enorme ao saber que o meu trabalho é reconhecido desta forma, pois trabalho bastante em tudo o que me envolvo. É fantástico ser nomeado", afirmou à agência Lusa.

Luís Sequeira chega à nomeação para os Óscares depois de ter obtido um reconhecimento pelos pares, ao vencer o prémio do sindicato norte-americano dos figurinistas pelo guarda-roupa que desenhou para "A forma da água".

À Lusa, recordou que o percurso profissional começou no mundo da moda, teve uma loja de roupa, mas acabou por seguir o caminho do cinema como assistente, para televisão e cinema.

Antes de "A forma da água", Luís Sequeira foi responsável pelo guarda-roupa de filmes de terror como "Mamã" (2013), protagonizado por Jessica Chastain, "Carrie" (2013) e "A Coisa" (2011).

"Em termos de futuro gostava de participar num filme história sobre a cidade de Lisboa, algo que me inspira bastante", disse.

A 90.ª edição dos Óscares está marcada para domingo em Los Angeles, Califórnia, (madrugada de segunda-feira em Lisboa), e "A forma da água" segue como favorita por reunir 13 nomeações, entre as quais melhor filme, realização e interpretação, com Sally Hawkins, Octavia Spencer e Richard Jenkins.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.