Na quinta-feira (19), o advogado pessoal do presidente Donald Trump, Rudy Giuliani deu uma conferência de imprensa sobre várias teorias da conspiração durante mais de uma hora marcada por muitos momentos que se tornaram virais.

Enquanto suava profusamente, ao ponto de ter escorrido tinta do seu cabelo pela cara, Giuliani lançou alertas sobre os EUA se tornar uma Venezuela, o multimilionário George Soros ter conspirado com os democratas para dar a vitória a Joe Biden nas eleições presidenciais de 3 de novembro e outras alegações de fraude.

Apesar de ter sido descrita como a "mais perigosa" e a mais "delirante" da história da televisão americana por Chris Krebs, recentemente afastado por Trump do cargo de diretor Agência de Segurança Cibernética e de Infraestrutura (CISA), a conferência de imprensa teve também algo "elogiado" para os cinéfilos: chamou atenção para o filme chamado "O Meu Primo Vinny".

O filme conta a história de dois amigos (Ralph Macchio e Mitchell Whitfield) que despreocupadamente viajam pelo Alabama, quando são erradamente acusados de homicídio e vão parar à prisão. Felizmente, um deles tem um parente que é advogado (Joe Pesci) - um ex-mecânico de Brooklyn que nunca esteve em tribunal... nem em Alabama. Por isso, quando o primo Vinny aparece com a sua namorada toda vestida de cabedal preto (Marisa Tomei), para defender o seu primeiro caso, é um verdadeiro choque - para ele e para toda a comunidade.

O antigo presidente da Câmara de Nova Iorque descreveu a comédia de 1992 como um dos seus filmes preferidos sobre justiça porque o advogado com poucos escrúpulos era de Brooklyn e começou a imitá-lo numa cena para ilustrar a sua acusação de que os observadores do Partido Republicano estavam demasiado afastados das pessoas que contavam os votos.

O Meu Primo Vinny

Rapidamente as referências ao filme e a Marisa Tomei (que ganhou o Óscar) se multiplicaram nas redes sociais, com muitos fãs a dizerem que a única coisa verdadeira que Giuliani disse durante toda a conferência de imprensa é que "O Meu Primo Vinny" era um grande filme.

Numa reação ao The Hollywood Reporter, o realizador do filme também deixou um sinal de apreço: "Considero o elogio de Giuliani a 'O Meu Primo Vinny como generoso vindo de um homem que atualmente está a dar a grande interpretação de comédia do ano".

Marisa Tomei limitou-se a partilhar o seu "estado de espírito" como a sua personagem.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.