Entre conversas ao telefone com o rei da Arábia Saudita e o presidente interino da Coreia do Sul, o presidente dos EUA Donald Trump foi o anfitrião da primeira sessão privada de cinema na Casa Branca no domingo à tarde.

Num dia em que se multiplicaram naquele país as manifestações contra a directiva para impedir a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana e suspender o programa de acolhimento a refugiados, a escolha recaiu na animação "À Procura de Dory", da Pixar.

O assessor de imprensa da Casa Branca comentou no Twitter que  que o presidente não ficou para o visionamento, dando apenas as boas-vindas aos espectadores antes de regressar ao trabalho.

Na Internet foi notado que  o filme tem uma evidente mensagem sobre a proteção ambiental na qual a atual administração não se revê, mas principalmente a ironia de ter uma personagem principal, Dory, separada dos seus pais durante a infância e que inicia uma longa jornada para se reunir com eles, acabando detida e colocada em quarentena.

Albert Brooks, que dá voz a uma das personagens, foi um dos que a assinalaram: "É estranho que Trump esteja hoje a assistir a 'À Procura de Dory', um filme sobre reunir-se com a família, quando ele o está a impedir na vida real".

Já Ellen DeGeneres, que deu voz a Dory tanto nesse filme como no primeiro filme, "À Procura de Nemo" (2003), não se referiu diretamente à escolha do filme ao dar a sua opinião nas redes sociais sobre a diretiva presidencial: "Para mim, a América é grande porque causa de todas as pessoas que vieram para cá. Não apesar delas. P.S. Os meus avós eram imigrantes. A mulher que nos está a fazer uma pizza neste momento é muçulmana. E estou muito grata por todos eles".

Finalmente, entre os muitos comentários, destaca-se o do realizador Judd Apatow ("Um Azar do Caraças", "Descarrilada"), que, embora não esteja envolvido com "À Procura de Dory", também tem uma teoria sobre a escolha de visionamento: segundo ele, Trump reconhece-se na personagem de Dory que, como se sabe, tem imensas falhas de memória e rapidamente se esquece do que acabou de dizer.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.