O filme
«Morrer como um Homem», de
João Pedro Rodrigues, não está entre os finalistas que disputam a nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro (ou de Melhor Filme de Língua de Não Inglesa, para usar a expressão literal), de acordo com a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, que organiza a cerimónia de entrega das estatuetas douradas.

A Academia divulgou hoje em Los Angeles, Califórnia, uma lista de nove títulos finalistas para a categoria de melhor filme em língua não inglesa. Os países candidatam anualmente uma produção nacional com vista a uma nomeação e Portugal concorreu com «Morrer como um Homem», de João Pedro Rodrigues, já distinguido como o melhor filme do Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires, na Argentina, e do Festival Gay e Lésbico Mezipatra, da República Checa.

Dos 66 filmes apresentados a concurso, a Academia seleccionou, por exemplo,
«Biutiful», de
Alejandro González Iñárritu (México) e protagonizado por
Javier Bardem, e
«Canino», de
Yorgos Lanthimos (Grécia), ambos já estreado comercialmente em Portugal.

Depois de ter estado nomeada em 2007 com o filme «After the Wedding», a realizadora
Susanne Bier volta a representar a Dinamarca para uma possível nomeação com
«Haevnen», também seleccionado para o Festival de Berlim deste ano e que acaba de conquistar o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro.

Destes nove filmes, apenas cinco serão nomeados para a estatueta dourada. Os nomeados em todas as categorias da 83ª edição dos Óscares serão divulgados no dia 25 de Janeiro e a cerimónia terá lugar a 27 de Fevereiro, em Los Angeles.

Em 2010, o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro foi atribuído ao argentino
«O Segredo dos Seus Olhos», de
Juan Jose Campanella.

Eis a lista dos nove filmes na pré-nomeação:

-
«Fora da Lei», de
Rachid Bouchareb (Argélia)

- «Incendies», de Denis Villeneuve (Canadá)

- «Haevnen», de
Susanne Bier (Dinamarca)

-
«Canino», de
Yorgos Lanthimos (Grécia)

- «Confessions», de Tetsuya Nakashima (Japão)

-
«Biutiful», de
Alejandro González Iñárritu (México)

- «Life, above all», de Oliver Schmitz (África do Sul)

- «Tambien la Lluvia», de
Iciar Bollain (Espanha)

- «Simple Simon», de Andreas Ohman (Suécia)

SAPO/Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.