"American Pie: A Primeira Vez" era uma comédia que mostrava adolescentes do liceu a caminho da idade adulta e todos os respetivos rituais de passagem.

Foi uma das grandes surpresas de 1999: lançada no verão nos EUA (só chegou em dezembro a Portugal porque naquela época ainda eram raras as estreias internacionais em simultâneo), tornou-se uma grande sucesso de bilheteira.

Alyson Hannigan, que interpretava Michelle Flaherty, a inocente "geek" da banda que afinal era uma ninfomaníaca, explicou que quem também ia sendo apanhado desprevenido foi o estúdio, que não tinha grandes expectativas quando aprovou o projeto.

"Era realmente um filme de orçamento muito pequeno e eles [o estúdio] pensaram 'OK, vai ser para encher calendário", disse ao News.com.au a atriz da personagem que acaba por namorar e casar com Jim (Jason Biggs), o rapaz virgem desesperado que um dia decidia fazer sexo com uma torta de maçã.

"Recordo-me que era para estrear algures no inverno nos EUA, tipo um lançamento em janeiro. É nessa altura que os estúdios apenas estreiam filmes a que não ligam nenhuma", explicou.

E depois aconteceu uma coisa estranha: as opiniões positivas das sessões de teste do filme deixaram o estúdio espantado.

"Os resultados foram tão altos, tiveram uma percentagem melhor do que tudo o que  tinham feito há muito tempo e pensaram 'um momento — temos aqui uma coisa especial", revelou, recordando que a taxa de opiniões positivas "foi tipo 97 em 100".

"Por isso mudaram para o verão... e o resto é história", concluiu.

O resto foram três sequelas oficiais, "American Pie 2: O Ano Seguinte" (2001), "American Pie: O Casamento" (2003) e "American Pie: O Reencontro" (2012), que renderam quase mil milhões de dólares em todo o mundo, e ainda quatro filmes feitos diretamente para o mercado de vídeo.