Quentin Tarantino não vai reeditar "Era Uma Vez... em Hollywood" para ultrapassar a censura na China.

O The Hollywood Reporter (THR) confirmou que o cineasta optou por uma posição de "é pegar ou largar" após ter sido cancelada a estreia naquele país agendada para dia 25, sem ter sido avançada uma explicação pelas autoridades.

China cancela estreia de "Era Uma Vez... em Hollywood" por causa de Bruce Lee
China cancela estreia de "Era Uma Vez... em Hollywood" por causa de Bruce Lee
Ver artigo

Nos seus contratos, o cineasta tem direito ao "final-cut", isto é, à montagem da versão final dos seus filmes, não sendo por isso obrigado a fazer alterações solicitadas quer pelo estúdio quer por distribuidores.

"Era Uma Vez... em Hollywood" já é um sucesso comercial, com 366 milhões de dólares de receitas, mas poderia ambicionar chegar aos 400 com a estreia no segundo maior mercado de bilheteira do mundo, onde Leonardo DiCaprio permanece uma estrela gigantesca ainda por causa de "Titanic" (1997).

Fontes ouvidas pelo THR avançaram que na base do cancelamento, segundo consta no interior na indústria chinesa, pode estar o retrato controverso de Bruce Lee, uma das figuras reais que surge num papel secundário, criticado pela filha da lenda e familiares como uma caricatura.

Shannon Lee terá feito um apelo direto para que fossem feitas alterações à comissão de cinema chinesa, que é o organismo responsável pela censura.

Em agosto, ela afirmara que o filme mostrava o pai como "um cretino arrogante que estava cheio de basófia e não alguém que teve de lutar o triplo de todas aquelas pessoas para conquistar o que era dado com naturalidade a tantos outros".

Numa conferência de imprensa em Moscovo, Tarantino respondeu a essas críticas, afirmando que “Bruce Lee era um tipo um pouco arrogante".

"A forma como ele falava… eu não inventei a maioria daquilo. Eu ouvi-o dizer aquele tipo de coisas, com aquele sentido. Se as pessoas estão a dizer 'Bom, ele nunca disse que conseguia derrotar o Muhammad Ali', bom, sim, ele disse isso, sim. Não só ele disse isso, mas a mulher dele, a Linda Lee, também o disse na primeira biografia que eu alguma vez li, que foi 'Bruce Lee: The Man Only I Knew', e ela disse absolutamente isso”, explicou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.