O anúncio foi feito no sábado através de comunicado pela Midas Filmes, que recorda que o prémio do Festival de Cinema de Chicago acontece poucos dias depois de o filme “Vitalina Varela” vencer o grande prémio do Festival de Cinema de La Roche-su-Yon, em França.

Segundo o site oficial do Festival de Cinema de Chicago, o filme “Vitalina Varela” mereceu o prémio “Silver Hugo” por uma “visão arrebatadora e magistral entre o horror e o melodrama, a espiritualidade e o desespero”.

O maior prémio do concurso internacional de longas-metragens foi atribuído ao filme francês "Portrait of a Lady on Fire", de Céline Sciamma, aclamado pelo júri como "um retrato da natureza consumidora do amor e da beleza da solidariedade feminina".

O filme "Vitalina Varela" teve estreia mundial em agosto passado, no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, onde arrecadou os prémios Leopardo de Ouro e Leopardo de melhor interpretação feminina para a protagonista, que dá nome ao filme.

O filme, que chega aos cinemas portugueses a partir no dia 31, no circuito comercial, cineclubes e auditórios municipais, parte da história de uma mulher cabo-verdiana que viveu grande parte da vida à espera de ir ter com o marido, Joaquim, emigrado em Portugal.

Sabendo que ele morreu, Vitalina Varela chegou a Portugal três dias depois do funeral.

Pedro Costa conheceu Vitalina Varela quando rodava o filme anterior, "Cavalo Dinheiro", acabando por incluir parte da história dela na narrativa e dando-lhe agora protagonismo na nova obra cinematográfica.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.