O concertoteve inícioao som do magnetismo de “New Religion”. As amplas cortinas que se estendiam de uma ponta à outra do palco aumentavam a ansiedade das centenas que aguardavam Black Label Society. Eis que, quando estas se abrem, se revela um Zakk Wylde, qualguerreiro do rock, a envergar um cocar (warbonnet) característico dos índios. O público entra em êxtase. Já o palco encontra-se forrado com stacks Marshall, sendo que a presença da caveira é recorrente (cinco delas penduradas no suporte do próprio microfone de Zakk).

A intensidade continua em crescendo com “Crazy Horse” e “Funeral Bell”, mas é quando se entoa “Bleed for me/I've bled for your” que o Hard Club atinge um novo patamar: o da união, que só as grandes bandas conseguem fazer sentir.

O guitarrista Nick Catanese dispensa, a certa altura,umas tantas palhetas pela audiência -não à sorte, como é costume. Estaseram realmente prometidas aos fãs e atiradas à vez para aqueles que se encontravam na primeira fila.

Embora a segurança fosse apertada, os mais arrojados ainda conseguiram o desejado crowdsurfing e houve mesmo um pequeno foco de mosh. Enormes balões pretos e brancos de BLS são disparados para o público, a dada altura.Saltitam de um lado para o outro e alguns dos presentes passam o resto do concerto a tentar esvaziá-los, de forma a levarem-nos com eles, para casa.

“In This River” cria o momento de homenagem a Dimebag Darrell (guitarrista de Pantera e Damageplan, assassinado em palco em 2004). Wylde senta-se ao piano para a balada, enquanto a imagem em grande escala do guitarrista enche o palco e uma sala em pesogrita o seu nome.

Recuperando o gás, “Fire it Up” dá lugar ao habitual solo de guitarra frenético à Zakk Wylde.Os grandes temas, como “Godspeed Hellbound”, “Suicide Messiah” ou “Concrete Jungle”, continuam até ao final.

A finalizar uma noite que, na verdade, ainda era uma criança (eram 11 horas), “Stillborn”, sem direito a encore. Os Black Label Society despediram-se e agradeceram, enquanto ostentavam a bandeira nacional, e assim terminou uma noite com todos os ingredientes para ser inesquecível. E foi.

Sara Santos Silva

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.