“Num ambiente festivo, alguns dos melhores intérpretes nacionais apresentam composições inéditas e revivem grandes êxitos”, afirma o Casino Estoril em comunicado enviado à Lusa. “Uma programação musical eclética” que tem como alvo “um público heterogéneo”, acrescenta o Casino.

Rui Veloso abre o ciclo no dia 24 de julho, acompanhado pelos músicos Alexandre Manaia e Berg, apresentando um alinhamento que inclui, entre outras, as canções “Porto Covo”, “Porto Sentido”, “Não Há Estrelas no Céu”, “O Prometido é Devido” e “Lado Lunar”, segundo a mesma fonte.

Os Clã tocam no dia 31 de julho para apresentar o mais redente álbum, “Corrente”, que marca o regresso da banda aos temas originais, alguns em colaboração com nomes como Carlos Tê, Sérgio Godinho, Arnaldo Antunes, Regina Guimarães, John Ulhoa, Nuno Prata e Samuel Úria.

Figura já habitual deste ciclo é Pedro Abrunhosa, que sobe ao palco no dia 7 de agosto, com o Comité Caviar, para apresentar o álbum “Contramão”. Este álbum valeu a Abrunhosa o Prémio Pedro Osório, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores “tendo em conta a qualidade da obra e também o percurso de Pedro Abrunhosa, como criador e intérprete", segundo afirmou na ocasião, em fevereiro passado, a cooperativa de autores em comunicado.

A digressão de Miguel Gameiro & Pólo Norte, celebrativa dos 20 anos de carreira, passa pelo palco do Lounge D no dia 14 de agosto. “Miguel Gameiro irá reviver alguns dos mais marcantes temas nacionais das duas últimas décadas”, adianta o Casino. O disco de estreia dos Pólo Norte, “Expedição”, foi editado em 1994, e foi o início da carreira de Miguel Gameiro, que, entre outros, irá interpretar temas como "Aprender a Ser Feliz", "Grito" e "Dá-me um Abraço".

No dia 21 de agosto ouve-se fado com Ana Moura, que apresenta o mais recente álbum “Desfado”, o quinto álbum de originais da fadista, que inclui temas como “O espelho de Alice”, de Nuno Miguel Guedes, na música do Fado Santa Luzia, de Armando Machado, "Com a cabeça nas nuvens”, de Mário Raínho, e “Como nunca mais”, Tozé Brito. “Desfado” foi considerado pelo Sunday Times, do Reino Unido, o melhor álbum de 2013 na área da "world music". O jornal afirmou que a voz de Ana Moura é "intoxicante". Com Ana Moura, distinguida com o Prémio Amália Rodrigues Melhor Fadista em 2008, sobem ao palco os músicos Ângelo Freire (guitarra portuguesa), Pedro Soares (viola de fado), André Moreira (baixo e contrabaixo), João Gomes (teclados) e Mário Costa (bateria e percussões).

Paulo Gonzo, outro nome habitual neste ciclo de concertos, fecha o mês de agosto com um espetáculo no dia 28.

Tiago Bettencourt sobe ao palco do Lounge D do Casino no dia de 4 de setembro, servindo de mote ao alinhamento do concerto do recente álbum, “Acústico”, que inclui canções como “Carta”, “Laços”, “Canção Simples”, “Só Mais Uma Volta”, entre outras.

Richie Campbell encerra no dia 11 de setembro o ciclo “Grandes Concertos do Casino”. Em dezembro, Campbell editou um novo disco, intitulado “Focused”, do qual interpretará no palco do Estoril, entre outros, “That’s How We Roll” e “Love Is An Addiction”. O álbum de originais revela influências da soul e dancehall até ao hip-hop, com o reggae a predominar.

@Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.