"Fomos detidas e acusadas de roubo", escreveu uma delas, Nadezhda Tolokonnikova, na sua conta no Twitter. A sua colega, Maria Alyokhina, confirmou que também foi detida. "Quando nos prenderam, não estávamos em nenhuma ação, simplesmente passeávamos por Sochi", afirmou Tolokonnikova.

As duas foram detidas a 30 quilómetros do principal centro olímpico de Sochi. De acordo com Tolokonnikova, uma terceira integrante do grupo também teria sido detida. As mulheres foram levadas para uma esquadra do distrito de Adler.

Tolokonnikova, de 24 anos, e Alyokhina, de 25, foram libertadas de colónias penitenciárias russas em dezembro, três meses antes do fim das suas sentenças de dois anos por participação numa "oração punk" contra o presidente Vladimir Putin numa catedral de Moscovo. A libertação aconteceu pouco antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi.

As duas mulheres participaram no fim de janeiro num concerto em Nova Iorque ao lado de Madonna, que sempre apoiou o grupo.

@AFP

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.