O grupo anunciou 13 datas iniciais, todas nos EUA, e garantiu que "fará tantos concertos em cada mercado conforme a procura do público", antecipando que a digressão se estenderá até 2025.

"Os Eagles tiveram uma odisseia milagrosa de 52 anos, apresentando-se para todos os tipos de público ao redor do mundo", comemora o comunicado da banda.

"A nossa longa carreira durou muito mais do que qualquer um de nós poderia ter sonhado. Mas tudo tem o seu tempo, e chegou a hora de fecharmos o ciclo", acrescenta.

Segundo a nota, a última digressão foi nomeada "The Long Goodbye" (O longo adeus) e reunirá artistas veteranos, como Steely Dan e Deacon Frey, filho de um dos fundadores do grupo, Glenn Frey.

A banda, que vendeu mais de 150 milhões de discos em todo o mundo, coleciona seis Grammys, um prémio honorário Kennedy Center e também foi incluída na Rock and Roll Hall of Fame no seu primeiro ano de elegibilidade.

"Esperamos ver todos os que pudermos antes de terminarmos", continua o grupo. "O mais importante é que agradecemos de todo o coração por abraçarem esta banda e a sua música".

"No final de contas, vocês são a razão pela qual conseguimos continuar por mais de cinco décadas. Este é o nosso canto do cisne, mas a música continua e continuará", conclui o comunicado.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.