O disco, que a cantora descreve como uma «visita a um universo novo, paralelo», foi gravado com a colaboração próxima do produtor David Kahne (Regina Spektor, The Strokes, The Bangles, Sublime) em Nova Iorque, e inclui um alinhamento diversificado de canções, onde se incluem «Today», dos Jefferson Airplane, «Mad World», dos Tears for Fears, «Endlessly», dos Muse, «Hallelujah», de Leonard Cohen, e «Intervention», dos Arcade Fire.

Fleming, a soprano super-estrela conhecida como «a diva do povo», sublinhou que é «sempre inspirada por artistas que mostraram ter curiosidade musical e intelectual e a coragem de correr riscos. Porque tudo o que tem a ver com a voz me interessa, senti que seria fascinante aprender um estilo completamente diferente de canto».

Veja o primeiro videoclip retirado do álbum, «Endlessly»:

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.