O álbum pretende «retratar uma expressão cultural insuflada, por um lado, de espiritualidade e misticismo movidos a vulcões e tremores de terra e, por outro, de lirismo romântico de homens do campo e do mar», explica o projeto em comunicado.

A maior parte dos temas foram retirados de «Antologia Sonora da Ilha de São Miguel», recolhas do professor Artur Santos naquela ilha em 1960, e de «Pastor do Verbo» do terceirense José da Lata.

A eletrónica continua presente nos 12 temas que constituem o segundo registo d'O Experimentar, mas o som é mais orgânico e os ecos da urbe são agora mais ferramenta do que forma.

As gravações tiveram lugar entre a freguesia do Capelo (Faial), Ponta Delgada e Copenhaga (Dinamarca), entre os meses de fevereiro e maio deste ano.

As misturas e masterização serão feitas em Lisboa no próximo mês de julho e serão da responsabilidade de António Bragança (A Naifa), que já tinha assumido este papel no trabalho anterior.

O núcleo de músicos repete-se, com Pedro Lucas (produção e arranjos), Pedro Gaspar (viola caipira), Jácome Armas (síntese digital), Miguel Machete, Carlos Medeiros e Zeca Medeiros (vozes).

Entram os convidados figuram Daniel Duarte e Emanuel Silva da Filarmónica União Faialense em tuba contrabaixo, saxofone e clarinete, Pedro Afonso nos coros, e os escandinavos Aage Johnson no 'hammond' e My Larsdotter (My bubba and Mi) na voz.

O vídeo fica novamente à responsabilidade da realizadora Aurora Ribeiro e a componente gráfica é desenvolvida pelo artista plástico Tiago Bom.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.