O espetáculo é o primeiro de 18 de um total de 24 representações que este ano preenchem a programação do IV Festival ao Largo, a realizar no Largo S. Carlos, ao Chiado, até 21 de julho.

«Peer Gynt» é uma peça teatral em cinco atos, escrita em verso pelo norueguês Henrik Ibsen, que se estreou em Oslo a 24 de fevereiro de 1876.

Em janeiro de 1874, Ibsen convidou o compositor norueguês Edvarg Grieg a compor a música para a peça. A ação gira em torno de um lavrador norueguês, cujo nome dá título à obra, que passa o tempo a sonhar, abstraindo-se da realidade da quinta, acabando por embarcar numa série de aventuras de viagens.

Narrada pela atriz Irene Cruz, «Peer Gynt» tem direção musical de Martin André, diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos, e conta com a participação do barítono André Baleiro, no papel principal.

As personagens femininas são cantadas pelas sopranos Eduarda Melo (Solveig/Anitra), Carla Simões (primeira pastora), Ana Franco (segunda pastora) e pela meio-soprano Carolina Figueiredo (terceira pastora).

«Peer Gynt», que é apresentada em versão de concerto, conta com a participação da Orquestra Sinfónica Portuguesa e do Coro do Teatro Nacional de São Carlos.

@SAPO com Lusa

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.