Shailene Woodley foi presa na segunda-feira no estado do Dakota do Norte, nos EUA, após uma manifestação pacífica contra a construção de um oleoduto.

A estrela da saga "Divergente", de 24 anos, estava numa transmissão em direto através da sua página no Facebook e preparava-se para abandonar o local ao fim de duas horas após ordens de dispersar quando foi presa ao aproximar-se do seu automóvel. Nessa altura passou o seu telemóvel à mãe para continuar o 'streaming'.

Quando informada que estava presa, perguntou qual a razão para ser ela e não outros manifestantes.

'É por ser famosa? É pelas pessoas saberem quem sou?'

A resposta que se ouve fora das imagens é que era por invasão de propriedade, ao que esta responde que outras centenas de pessoas fizeram o mesmo. É nessa altura que dois dos polícias respondem que ela foi identificada.

O porta-voz do departamento do xerife do condado de Morton confirmou que Woodley estava entre as 27 pessoas detidas e acusadas de invasão de propriedade no local onde está a ser construído o oleoduto que deverá transportar 470 mil barris de crude por dia através de quatro estados.

A construção tem a oposição tanto de ambientalistas, que defendem que isso irá contaminar a água da região, como de grupos nativos como os Sioux, que serão diretamente afetados e estão contra a invasão de territórios sagrados.

Os manifestantes viram a sua causa ser prejudicada por uma decisão judicial que recusou uma ação para parar a construção.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.