No seu livro de memórias "The Princess Diarist" , publicado algumas semanas antes de morrer em dezembro de 2016, Carrie Fisher fez muitas revelações.

Uma delas acabou por ser a de que tinha namorado, quando tinha 19 anos, com Harrison Ford, com 33, durante a rodagem em Londres do primeiro "Star Wars", em 1976.

Agora, de acordo com o irmão, a atriz acabou por se arrepender de ter partilhado a história.

No seu livro "My Girls: A Lifetime With Carrie and Debbie", Todd Fisher diz que a sua mãe, a lendária atriz Debbie Reynolds, não sabia de nada até a filha lhe ter mostrado o que escreveu e opôs-se à revelação.

Carrie Fisher não seguiu o conselho e a revelação foi bombástica e muito falada nas semanas que antecederam a sua morte. A tal ponto que ela acabou por dizer à mãe: "Tinhas razão, não devia ter contado aquela história".

Todd  Fisher também partilha o seu ponto de vista para Debbie Reynolds ter morrido alguns dias após a filha, garantindo que não foi de desgosto, mas sim porque não queria deixá-la sozinha.

"Aceitem isto do filho que estava lá, que a conhecia melhor do que qualquer outra pessoa na terra - isso simplesmente não é verdade. Debbie Reynolds desejava partir deste planeta para garantir pessoalmente que a Carrie nunca estaria só", explicou.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.