Em comunicado, a instituição tutelada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do estado de São Paulo, destacou que os eventos acontecem entre os dias 03 e 05 de maio e contarão com uma série de atrações musicais, apresentações de literatura, e de poesia falada, conhecida pelo termo 'slam', de relatos de histórias, realização de oficinas, 'bate-papos', performances.

Neste ano, a programação será virtual, no contexto das medidas de isolamento social requeridas pelo combate à pandemia da covid-19.

A programação será transmitida na plataforma YouTube e na página da rede social Facebook do Museu da Língua Portuguesa, a partir das 15:00 (19:00 em Lisboa) de domingo, dia 03 de maio, e decorrerá até terça-feira, dia 05.

Esta é a quarta edição da comemoração pelo Dia Internacional da Língua Portuguesa, que nos anos anteriores foi realizada no saguão da Estação da Luz, já que o museu está fechado para obras, após as suas instalações terem sido destruídas por um incêndio, em dezembro de 2015.

Em 2020 os organizadores também decidiram internacionalizar as comemorações, focadas na pluralidade do idioma na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que instituiu o Dia Internacional da Língua Portuguesa no dia 05 de maio.

Entre as atrações da programação conta-se a dupla portuguesa Fado Bicha, que modernizou as estruturas do tradicional fado em Portugal (domingo, dia 3), o encontro "Poesia na língua do slam", apresentado pela investigadora e produtora cultural Roberta Estrela D´Alva, com participação de poetas do Brasil, Cabo Verde e Portugal (terça-feira, dia 05).

Ao longo destes dias, também acontecem transmissões ao vivo em Conexão Musical, com a 'discotecagem' do escritor e músico angolano Kalaf Epalanga, da cantora moçambicana Lenna Bahule e do músico de Cabo Verde Hélio Ramalho, com a interlocução do investigador brasileiro Rafael Galante.

O público, ainda segundo a programação, vai ser transportado para dentro do Museu da Língua Portuguesa, na 'performance' "Silêncio", a realizar na terça-feira, em que o bailarino Eduardo Fukushima apresenta uma coreografia gravada dentro das instalações do museu, completamente vazio e em silêncio.

A celebração do Dia Internacional da Língua Portuguesa é organizada pelo Governo do Estado de São Paulo, a Fundação Roberto Marinho e o Museu da Língua Portuguesa, e tem como patrocinador a EDP, com o Grupo Globo, Grupo Itaú e Sabesp, contando ainda com o apoio de Fundação Calouste Gulbenkian, ID Brasil, Revista Pessoa, Festlip e do Governo Federal, por meio da lei federal de incentivo à cultura.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.