De acordo com o Forum Dança, o festival prossegue assim a edição zero, iniciada em novembro do ano passado, até 25 de fevereiro, com curadoria de Ezequiel Santos, para promover a experimentação e o trabalho de coreógrafos emergentes.

O festival, que terá a primeira edição em outubro deste ano, tem ainda o objetivo de aumentar a visibilidade de criadores internacionais com menor representação em Portugal.

O Cartografias abre hoje com uma conferência com o título "Afetivo primitivo", um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche, realizado por Ana Mira, investigadora da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Após a conferência, será então apresentada a coreografia de Hugo Calhim Cristovão & Joana von Mayer Trindade, uma dupla do Porto que estreia agora em Lisboa um espetáculo já apresentado no Porto e em Berlim, inspirado em Almada Negreiros, entre outros artistas, intitulado "Da insaciabilidade no caso ou ao mesmo tempo um milagre".

No domingo será apresentada a 'conferência-performance-instalação' "Dança da crise ou talvez ele pudesse pensar primeiro e dançar depois ou como fazer coisas sem dança ou Oldschool#40" (2015), de e com João dos Santos Martins, com coreografia de Cyriqque Villemaux, um trabalho de revisitação histórica e política da performance em Portugal, nas últimas três décadas.

O Forum Dança é uma associação cultural sem fins lucrativos, criada em 1990, com o objetivo de promover a dança contemporânea, através da formação profissional e artística, da investigação, edição e documentação.

Realiza aulas regulares de dança dirigidas a públicos profissionais e amadores, adultos e jovens.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.