No centenário do nascimento da poeta, o Festival das Artes presta tributo a Sophia de Mello Breyner Andresen com o bailado "Tudo Quando Vi", a 23 de julho, no anfiteatro Colina de Camões, na Quinta das Lágrimas, informou hoje a organização, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O bailado, criado por Fernando Duarte e interpretado pela companhia Dança em Diálogos, "entrelaça a poesia com a música, metamorfoseando as palavras de Sophia em imagens em movimento".

O espetáculo, com estreia absoluta no festival, "põe em diálogo a dança e a sonoridade poética daquela que é uma incontornável figura das Letras e da vida cultural do nosso país", salienta a organização.

Para além do bailado, já foi também anunciado o concerto do grupo Alma Nuestra, criado por Salvador Sobral e pelo músico cubano Victor Zamora, que atuam na Colina de Camões a 25 de julho.

A 11.ª edição do Festival das Artes tem este ano como tema "Luz e Sombra", sendo esperados concertos, exposições, conferências e cinema, entre outras iniciativas.

O Festival das Artes é organizado pela Fundação Inês de Castro.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.