O Centro de Artes Dramáticas de Oeiras (DRAMAX) apresenta “A Casa de Bernarda Alba”, até 21 de dezembro, numa direção de Celso Cleto da obra que especialistas em dramaturgia consideram uma das mais emblemáticas de Federico García Lorca.

Filomena Gonçalves, Isabel Leitão, Ana Catarina Afonso, Catarina Mago, Diana Marquês Guerra, Helena Veloso, Rita Cleto e Sara Gonçalves interpretam a peça, em cena no Auditório Municipal Eunice Muñoz.

Assente nas memórias de infância de García Lorca (1898-1936), quando o autor viveu em casa do pai, na pequena aldeia de Fuente Vaqueros (Granada), onde o poeta nasceu, “A casa de Bernarda Alba” (1936) é a última peça escrita pelo autor espanhol.

Terminada um mês antes de o escritor ter sido fuzilado por tropas franquistas, “A casa de Bernarda Alba” encerra a trilogia iniciada com “Bodas de sangue” (1933) e “Yerma” (1934) e define-se como um retrato social e político da época.

Concluída por Lorca em 19 de junho de 1936 – o escritor seria fuzilado a 18 de agosto deste ano - , foi representada, pela primeira vez, em 1945, em Buenos Aires.

Produzido pelo Dramax e pela Câmara Municipal de Oeiras, o espetáculo teve estreia na quarta-feira e pode ser visto até 21 de dezembro, de quarta-feira a sábado, às 21:30, e, aos domingos, às 16:00.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.