O comprador é o empresário australiano Peter Freedman, fundador da empresa Røde Microphones, informou a Julien's em comunicado.

O empresário afirmou que pretende exibir o instrumento em várias cidades do mundo, revertendo os lucros o apoio à cultura.

O preço, de 5 milhões de dólares (cerca de 4.473.332 euros), que subiu a 6,01 milhões (cerca de 5.385.891 euros) após taxas e comissões, superou amplamente a estimativa inicial da Julien's, que fixou o ponto de partida do leilão em um milhão de dólares.

Até ao momento, a guitarra mais cara da história era uma Fender Stratocaster, batizada "Black Strat", usada pelo guitarrista do grupo britânico Pink Floyd, David Gilmour.

O instrumento foi vendido pelo músico por 3,975 milhões de dólares (3.556.298 euros), num leilão organizado em junho de 2019 pela Christie's, com lucros destinados a obras de caridade.

A guitarra de Kurt Cobain vendida no sábado é um modelo raro, o D-18E fabricado pela norte-americana Martin e do qual existem apenas 302 exemplares.

A atuação acústica dos Nirvana durante a gravação da popular série "MTV Unplugged", a 18 de novembro de 1993, tornou-se naquele que é considerado um dos maiores álbuns ao vivo da história.

O concerto decorreu a menos de seis meses do suicídio de Kurt Cobain, a 5 de abril de 1994.

A guitarra foi vendida com o estojo, personalizado pelo líder nos Nirvana.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.