No primeiro fim de semana do Rock in Rio Lisboa,  a Cidade do Rock recebeu 156 mil pessoas, com o segundo dia, protagonizado por Agir, Anitta, Demi Lovato e Bruno Mars, esgotado (85 mil pessoas) - no primeiro dia foram 71 mil festivaleiros que não faltaram aos espetáculos de Muse, Bastille, HAIM e Diogo Piçarra.

Esta sexta-feira (29) e sábado (30), a animação volta ao Parque da Bela Vista, em Lisboa. No primeiro dia do segundo fim de semana, o Palco Mundo arranca com um concerto dos James, uma das bandas britânicas mais populares. Na Cidade do Rock, o grupo liderado por Tim Booth vai recordar temas como “Getting Away With It (All Messed Up)”, “Sometimes” , "Laid" ou "Sit Down".

VEJA NO VÍDEO UM RESUMO DO PRIMEIRO FIM DE SEMANA:

Um dos momentos altos de sexta-feira será o concerto dos Xutos & Pontapés. "Vamos ter um espaço dedicado ao Zé Pedro e depois vamos ter uma surpresa final. Portanto, aguentem-se até ao fim do concerto", contou Tim, vocalista da banda, ao SAPO Mag.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, Ferro Rodrigues, Presidente da Assembleia da República, Francisco Louçã e Catarina Martins serão alguns dos convidados dos Xutos & Pontapés no concerto no Rock in Rio Lisboa. A banda convidou ainda alguns familiares e amigos de Zé Pedro para a homenagem no Parque da Bela Vista, em Lisboa.

The Killers e The Chemical Brothers também prometem animar o Parque da Bela Vista no primeiro dia do segundo fim de semana.

No último dia do evento de música e entretenimento, a agenda dos concertos será um pouco diferente: com a seleção nacional a passar aos oitavos de final do Mundial de Futebol, sábado é dia de jogo. Para que o público possa apoiar Portugal e ver os concertos, a organização decidiu parar todos os palcos à hora da partida.

Hailee Steinfeld, às 16h30, será a primeira a subir a palco da Cidade do Rock. Já o concerto de Ivete Sangalo está marcado para as 17h45. As atuações de Jessie J e Katy Perry mantêm-se à mesma hora  (21h15 e 23h00, respetivamente).

Na EDP Rock Street, Paulo Flores atua às 18h15, não havendo mudança de horário nos concertos de Selma Uamusse e Batuk.

Para além do Palco Mundo, a EDP Rock Street promete animar os festivaleiros com os ritmos africanos. Tal como no primeiro fim de semana, o Music Valley vai contar com espetáculos de artistas nacionais, mas o centro das atenções será a festa Revenge of the 90's, que vai contar com atuações de Haddawayy, Crazy Town e Ena Pá 2000.

Outra das novidades desta edição é o Time Out Market Rock in Rio – um projeto que se estreia esta edição e a primeira vez que o food hall do Mercado da Ribeira se instala num festival de música. O espaço conta com propostas de alta gastronomia de chefs como Vítor Sobral, Alexandre Silva, Henrique Sá Pessoa, Noélia, Marlene Vieira ou Susana Felicidade.

O Pop District é também um dos novos espaços da Cidade do Rock. No primeiro fim de semana, o novo bairro esteve com lotação esgotada, com o Super Bock Digital Stage a chamar a atenção do público.

Se vai ao festival, o SAPO Mag preparou um pequeno resumo para aproveitar da melhor forma a experiência no Parque da Bela Vista, em Lisboa.

Como ir para o Rock in Rio Lisboa?

Com o objetivo de facilitar o acesso e saída do recinto, num evento que contou com mais de 300 mil pessoas na sua última edição em Lisboa, os operadores envolvidos no plano de mobilidade preparam alguns packs e condições especiais para a deslocação dos fãs, bem como o reforço dos serviços urbanos habituais. O Metropolitano de Lisboa alargará os seus serviços nos dias do festival até às 03h00, as viagens nos comboios urbanos CP Lisboa da linha de Cascais e de Sintra serão gratuitas mediante a apresentação do bilhete para o festival, enquanto a Fertagus oferece o estacionamento nos seus parques automóveis ao longo das estações da margem sul.

Saiba mais aqui.

A que horas deve ir?

As portas da Cidade do Rock de Lisboa abrem às 12h00 e a animação arranca em todos os palcos (excepto o Palco Mundo) até às 12h30. No Music Valley, a animação é garantida a partir das 12h00 com as Somersby Pool Parties.

Já o Palco Mundo, os concertos arrancam às 18h00. No primeiro dia (23 de junho), Diogo Piçarra será o primeiro a atuar, antes das HAIM, dos Bastille e dos Muse.

As três rotas do Rock

Para a edição de 2018, o Rock in Rio Lisboa preparou algumas rotas para os festivaleiros.

Rota Gastronómica – além dos 14 restaurantes dentro do Time Out Market Rock in Rio, há outros 20 espaços de restauração e bar espalhados pelo recinto.

créditos: Rita Sousa Vieira

Rotas das Selfies – o que não falta dentro da Cidade do Rock são “spots”  para uma recordação digital. A escolha é variada e, além das tradicionais fotografias em frente ao Palco Mundo ou à Roda Gigante, aconselham-se selfies na colorida cenografia da Pop District, junto às fachadas das casas da EDP Rock Street, na piscina do Music Valley, junto à fonte, no Pórtico de Entrada, pelos hashtags gigantes espalhados pelo recinto, com os personagens de Cosplay ou junto aos graffitis da Yorn Street Dance.

Rota dos Brindes – e para todos os que gostam de colecionar, além de boas recordações, brindes, o melhor é vir equipado com uma mochila. Além dos copos reutilizáveis do Rock in Rio, é possível levar para casa brindes de várias marcas espalhadas pelo recinto (inclusive do SAPO).

Aplicação do Rock in Rio

Para que o público possa organizar a sua agenda de forma a assistir aos espetáculos dos seus artistas preferidos e, ainda, ter tempo para visitar tudo o resto, a app oficial do festival - Vodafone Rock in Rio Lisboa 2018 – conta com toda a informação para aproveitar ao máximo o evento (line up, como chegar, mapa, etc.) e dá ainda a possibilidade de criar uma agenda personalizada. 

Uma outra funcionalidade disponível na app, é o Smart Check-in. Através desta solução, as inscrições nas diversões do recinto  serão realizadas num formato totalmente digital e agendadas. 

O que não pode levar?

Para maior comodidade do público, a organização volta a disponibilizar o serviço de bengaleiro, esta edição reforçado - existirão dois bengaleiros no exterior do recinto, junto à bilheteira da rotunda da Bela Vista e pela entrada norte (Av. Gago Coutinho), assim como um bengaleiro no interior.

Segundo a organização, existem objetos que não são permitidos entrarem no recinto do festival, como alimentos destinados ao comércio ou objetos que representem riscos à segurança (garrafas, latas, capacetes, armas de fogo ou outros que possam ser considerados perigosos). É, igualmente, proibida a entrada de animais no recinto, com exceção de cães-guia.

Conheça melhor a Cidade do Rock no vídeo:

O Palco Mundo

Naquela que é a principal atração do evento, os espetáculos começam às 18h00 e terminam pela 01h00. São 2.500m2 de palco, 80 metros de comprimento, 27 metros de altura, mais 500.000 watts de som e mais de 400 projetores.

"O Palco Mundo apresenta, esta edição, uma nova estrutura que o torna significativamente mais leve. De 400 toneladas esta estrutura passa, agora, a pesar 80 toneladas, entre as quais 15 são de equipamento de som (suspenso no palco) e 50 são de equipamento de luz e vídeo. A cenografia formada por painéis côncavos e convexos, de chapa branca (outra novidade, até então o palco era metálico), formando uma rede que representa a interatividade entre artistas e público", explica a organização.

O som deste palco foi, também, reforçado: há oito torres de delay que permite o som chegar a mais áreas e com melhor qualidade.

Music Valley: o novo palco non-stop

O Music Valley é um dos novos palcos da Cidade do Rock. Com 14 horas de música por dia, este palco non-stop (cujo nome é inspirado na própria arquitetura natural do Parque da Bela Vista, e no facto de se localizar num vale) tem uma programação diversa que começa com as Somersby Pool Parties animadas ao som de DJ’s portugueses.

 Carolina Deslandes, HMB, Carlão, Língua Franca com Sara Tavares, Anavitória, Blaya, serão alguns dos artistas que vão atuar no Music Valley.

África na EDP Rock Street

A rua da Cidade do Rock promove, nesta edição, "um encontro entre tradição e modernidade, ao som dos ritmos de África". "Uma verdadeira viagem pelos caminhos do mais velho continente do mundo através da arquitetura, espetáculos de rua e muita música", explica o Rock in Rio.

Elefante e muita dança: A rua do Rock in Rio dedicada a África

Pelo palco, com 88m2 e quatro toneladas de peso, passam três concertos por dia: o primeiro às 15h15, o segundo a começar às 17h00 e o terceiro com início às 19h00.

Do online para o Digital Stage

O Super Bock Digital Stage vai juntar mais de 100 influenciadores em apresentações inéditas no Rock in Rio Lisboa. Com mais de 9 toneladas e 140m2, terá 36 horas de entretenimento durante os quatro dias de festival, promovendo uma interação direta entre o público e os seus “ídolos digitais” que, pela primeira vez, vão deixar os ecrãs dos smartphones, tablets e PCs para se apresentarem ao vivo.

Entre as 12h25 e as 21h15, o público vai poder assistir e participar em espetáculos de karaoke, lip sync battles, sketches de humor, battles de games, desafios interativos e quizzes, atrações musicais e momentos virais, sempre comandados pelos influenciadores digitais.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.