Keith Flint, vocalista dos Prodigy, morreu na passada segunda-feira, dia 4 de março, aos 49 anos.  O artista foi encontrado pelas autoridades depois de um alerta esta manhã. De acordo com a imprensa local, a polícia de Essex, Inglaterra, confirmou que o músico foi dado como morto e que o caso não está a ser tratado como crime.

Esta segunda-feira, as autoridades confirmaram que o músico morreu por enforcamento, frisando que a investigação irá continuar. Em conferência de imprensa, a polícia local sublinhou que o resultado do inquérito ainda não é definitivo porque ainda não são conhecidos os resultados dos exames toxicológicos, que permitem detetar o consumo de álcool, drogas e outras substâncias tóxicas.

De acordo com a revista NME, as conclusões da investigação serão apresentadas no dia 23 de julho.

Os Prodigy atuaram pela última vez em Portugal a 26 de maio de 2018, no North Music Festival. A banda britânica foi cabeça de cartaz do segundo dia do festival que se realiza na Alfândega do Porto - recorde aqui um excerto do concerto.

Em 2015, o grupo atuou no NOS Alive, onde apresentaram pela primeira vez em Portugal "The Day Is My Enemy", o seu sexto disco. Em 2013, foram considerados o projeto de música eletrónica mais influente de sempre, de acordo com um inquérito realizado a dois mil ingleses frequentadores de festivais e discotecas.

Em novembro de 2018, a banda lançou "No Tourists", o sétimo álbum de estúdio da sua carreira.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.