"Lamentamos informar que a nossa mãe, Concha Velasco, faleceu hoje, sábado, 2 de dezembro, "em consequência de uma complicação da sua doença", a família anunciou em comunicado.

Segundo a imprensa espanhola, o velório da atriz, que sofreu de linfoma e outros problemas de saúde que, há dois anos, a afastaram dos palcos, será aberta ao público este sábado num teatro de Madrid.

Velasco estreou-se no cinema em meados da década de 1950 e tornou-se, na década de 1960, um dos rostos mais felizes e apreciados da comédia do cinema espanhol, após duas décadas sombrias de pós-guerra civil e sob os limites impostos pela censura de Franco.

A atriz participou de mais de 80 filmes, dezenas de produções teatrais, e fez sucesso musical com a música "Chica ye ye", interpretada no filme "Historias de La Television" (1965).

O presidente Pedro Sánchez reagiu à notícia e descreveu Velasco como "grande entre as grandes", na rede social X, antigo Twitter.

"Uma das artistas espanholas mais carismáticas. Com a sua morte, perde-se um mito da cultura espanhola", acrescentou.

Velasco tem sido uma das atrizes "que teve maior sucesso popular e melhor recepção pela crítica", disse o presidente da Academia de Cinema da Espanha, Fernando Méndez-Leite, à televisão estatal TVE.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.