O cantor, de 67 anos, que se encontrava internado na Clínica Girassol, na capital angolana, foi, com Carlitos Vieira Dias e Bonga, um dos principais nomes do Novo Semba em Angola, iniciou a sua carreira no início dos anos 70 do século passado, e em 1974 gravou, com o Grupo Semba, uma seleção de temas angolanos que ficaram na história da música popular angolana.

Em 1983, Burity juntou-se ao “Canto Livre de Angola”, um projeto do cantor brasileiro Martinho da Vila, que o levou ao Brasil com outros nomes importantes da música angolana e com quem integrou o agrupamento Semba Tropical, que viria a gravar um álbum de sucesso em Londres.

Depois de um longo período sem gravar, Burity ressurgiu com um êxito assinalável em 1991, com “Angolaritmo”, lançando no ano seguinte o “Carolina”, “Massemba”, em 1996, “Uanga” em 1998, “Zuela ó Kidi”, em 2002; “Paxiiami”, em 2006, e mais recentemente, “Malalanza”, em 2010.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.