"Quero fazer contigo o que a primavera faz com as cerejas". O verso do poema de Pablo Neruda pode servir de sinopse para o ambiente que se vive no NOS Primavera Sound, que vai animar o Parque da Cidade do Porto nos dias 8, 9 e 10 de junho. No festival, há sorrisos, alegria, amizade, amor, flores e música, muita música.

Se vai até ao festival da cidade Invicta, por estes dias já deve andar numa verdadeira odisseia para tentar organizar os seus dias. "A que horas tenho de ir?", "Que concertos vou ver?" ou "Que roupa vou usar?", serão, certamente, algumas das dúvidas que (quase) tiram o sono aos festivaleiros. Infelizmente (ou felizmente) não temos respostas, mas podemos dar uma ajuda com 10 sugestões.

Música pela cidade do Porto

SHURA

O NOS Primavera Sound arranca oficialmente na quinta-feira, 8 de junho. Mas pode começar a fazer a festa na noite anterior, pelas ruas do Porto. Para dar as boas-vindas aos festivaleiros, o Hard Club abre as suas portas os concertos de Las Bistecs, Jessy Lanza, Shura e The Black Madonna, LINCE, Juana e MVRIA.

Já o Café Au Lait inicia a sua programação com DJ Lynce e continua com O Gringo Sou Eu e Hugo Capablanca. O Maus Hábitos irá receber Brutus, Mueran Humanos, DJ Nuno Lopes e La Flama Banca DJ set.

A noite segue em modo electrónico no Plano B com a presença de Surma e Borusiade na Sala Principal, Rui Maia e Moscoman em formato DJ set na Sala Cubo e ainda a actuação de UN0 na Galeria.

No Passos Manuel ganham destaque os ambientes visuais, com performances de Boris Chimp 504 e The Suicide of Western Culture, no Auditório, e DJ Kitten a tomar conta da Pista.

A entrada em todos os espaços é exclusiva a portadores de passe geral, que devem efectuar a troca por pulseira e cartão de acesso no Hard Club, entre as 15h e as 00h.

Miguel, o sucessor de Prince?

Miguel

Miguel, artista norte-americano comparado com Prince e habituado a partilhar o pódio do R&B contemporâneo com Frank Ocean, atua no primeiro dia do NOS Primavera Sound, às 20h00. Na bagagem, o cantor traz  "Wildheart" (2015), um álbum que mistura funk, hip hop, rock e electrónica.

"Coffee (Fucking)", "Simple Things" e "Waves" serão alguns dos temas do último disco de Miguel que não vão ficar de fora do alinhamento. Mas também estão prometidas viagens até ao início da carreira - "Adorn" e "Candles in the Sun" (esperemos) também vão animar o Parque da Cidade do Porto.

No início do mês, no Primavera Sound de Barcelona, Miguel conquistou o público com o seu carisma e talento. É não perder o concerto à hora do pôr do sol.

Bon Iver: Muito amor na simplicidade

BON IVER

Bon Iver e corações ao alto. O músico regressa a Portugal esta sexta-feira, 9 de junho, e trás debaixo do braço o disco "22, A Million", descrito como um quebra-cabeça de pop synth com bases electrónicas e vozes distorcidas que confirmam que o artista de Wisconsin é um dos talentos mais ambiciosos da cena alternativa.

O músico sobe ao palco NOS às 22h15 e promete embalar tudo e todos com canções como "Skinny Love", "33 (GOD)" ou "10 d E A T h b R E a s T". Vai ser um bom momento para desligar do mundo e viajar pelo universo de Justin Vernon, Bon Iver para os amigos.

Skepta: O artista que tirou um prémio a Bowie

SK

Skepta, artista urbano britânico, foi o grande vencedor da edição de 2016 do Mercury Prize - David Bowie, Radiohead e The 1975  também estavam nomeados.  Benjamin Clementine (2015), Young Fathers (2014), James Blake (2013), Alt-J (2012), PJ Harvey (2011) e The xx (2010) foram os últimos vencedores do prémio.

O cantor britânico sobe ao palco Super Bock na sexta-feira, à meia noite menos cinco (ou às cinco para  a meia noite, se preferirem), e vai apresentar “Konnichiwa”, disco onde Skepta abora questões relacionadas com o assédio policial e "expõe toda a sua raiva" contra as forças de segurança britânicas.

Editado em maio de 2016, o álbum do britânico é considerado pela revista NME  "um marco da música de rua do Reino Unido", tendo chegado ao segundo lugar do top oficial britânico.

Nicolas Jaar, El Bandido

JAR

"Mi Mujer", "No", "Time for Us", "El Bandido" ou "Space Is Only Noise If You Can See" são alguns dos temas que certamente não ficarão de fora do alinhamento do concerto de Nicolas Jaar no NOS Primavera Sound. Conhecido como explorador do abismo synth, o músico atua no Palco NOS à uma da manhã de sexta-feira.

"Sirens", o último trabalho de Jaar, recebeu rasgados elogios por parte da crítica. Para a Pitchfork, o disco do nova-iorquino é um "estudo pensativo em contrastes, tanto musicais como políticos".  "É apenas o segundo LP de Nicolas Jaar, mas é já a marca de um compositor eletrónico que veio para ficar", frisa a revista.

Metronomy: O verão no Primavera

METRO

De Devon (Reino Unido) ao Porto, os Metronomy prometem fazer mexer os festivaleiros no sábado, depois das 22h10. Na mala, os britânicos trazem um arsenal de hinos, como "The Bay" e "The Look", que combinam na perfeição música pop e electrónica, combinada com sintetizador e pinceladas funk.

"Summer 08" é o último disco de originais dos Metronomy, que nos faz viajar no tempo com tema sold-school do funk e é centrado no universo do fundador do grupo, Joe Mount. 

No último dia, os britânicos prometem transformar o NOS Primavera Sound numa grande e brilhante pista de dança. O melhor é ir com sapatos confortáveis para se deixar levar na onda.

Bora fazer um piquenique?

PICNIC

O Parque da Cidade é o palco principal do NOS Primavera Sound, sendo considerado o maior parque urbano do país (83 hectares), localizado junto ao mar e perfeitamente enquadrado na cidade e de fácil acesso através de transportes públicos.

A relva, as árvores, as flores e tudo o resto convidam a um piquenique a meio da tarde, à hora em que arrancam os concertos do festival. Leva a tolha, junte os amigos e aproveite a tranquilidade para um momento diferente antes de saltar para a primeira fila dos concertos.

Mercado do Primavera e francesinhas

PRIMAVERA

No NOS Primavera Sound, também pode ir às compras. No Mercado do Primavera, que aposta na divulgação de espaços e serviços dos mais variados âmbitos criativos, pode encontrar artigos em couro feitos à mão, moda vintage - inclusive bikinis e fatos de banho personalizados - e diversas ilustrações e exemplares de criatividade.

Já na zona de restauração, poderá comer uma bela francesinha - ir ao Porto e não comer uma francesinha é (quase) como ir a Roma e não ver o Papa.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.