“A quarta edição do Festival Internacional de Órgão de Mafra integra nove concertos em sete igrejas, valorizando o património organístico do concelho”, refere em nota de imprensa o município, promotor do evento.

Durante os vários dias, vão ser percorridos períodos e geografias diversas da história da música, em que o órgão “aparece como instrumento solista, em diálogo com outros instrumentos ou com a voz”.

Sob a direção artística de João Vaz, o festival começa no domingo, com um concerto pelos seis órgãos da basílica do Palácio Nacional de Mafra, com a participação dos organistas André Ferreira, Daniela Moreira, Diogo Rato Pombo, João Santos, Margarida Oliveira e Sérgio Silva.

No fim de semana seguinte, realiza-se o recital de canto e órgão pelo tenor Bruno Nogueira e pela organista Margarida Oliveira, na Igreja de São Silvestre, no Gradil, na sexta-feira, um recital de órgão por Ignacio Rias Talens na Igreja do Livramento, no sábado, e no domingo um recital de violino e órgão por Halyna Stetsenko (órgão) e Denis Stetsenko (violino barroco), na Igreja de Santo André, em Mafra.

No dia 17, é a vez do recital de órgão de Laurens de Man na Igreja de São Pedro, na Ericeira.

Krzytstof Urbaniak dá um recital de órgão na Igreja da Encarnação no dia 18 e, no dia seguinte, realiza-se o concerto de órgão (João Vaz e Sérgio Silva) e trompetes (David Burt e Stephen Mason) na basílica do Palácio Nacional de Mafra.

O dia 24 está reservado ao concerto de música medieval na igreja de Santo Isidoro, por Maria Bayley (órgão) e pelo grupo Media Voz Ensemble, sob a direção de Filipa Talpina.

A 25 de setembro, é a vez do concerto de órgão e de coro, com o grupo Officium Ensemble, sob a direção de Pedro Teixeira.

Os concertos, de entrada gratuita, ocorrem pelas 21h30 às sextas e sábados e às 16h00 aos domingos.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.