O Prémio Ler+, com um valor monetário de 10 mil euros, é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura e destina-se a reconhecer "o trabalho realizado em prol do desenvolvimento das competências de literacia e do gosto pela leitura e pela escrita".

Nesta terceira edição, é reconhecido, por unanimidade, o projeto lançado pela câmara municipal de Matosinhos em 2016, através da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, com atividades como 'workshops' de escrita criativa, sessões com escritores e lançamentos de livros, destinadas a "promover e disseminar os hábitos de leitura entre os matosinhenses".

O anúncio foi feito hoje no âmbito da conferência anual do Plano Nacional de Leitura, que decorre apenas online, por causa da pandemia da COVID-19, tendo a presidente do júri, Isabel Alçada, elogiado a "qualidade, consistência, sustentabilidade e inovação" do projeto de Matosinhos.

"É uma instituição que há décadas desenvolve uma política muito inspiradora de promoção do livro e da leitura e que assume o princípio que a leitura é uma competência chave", sublinhou Isabel Alçada.

Na 1.ª edição do Prémio Ler+ foi distinguido o projeto de formação Ainda Estou a Aprender, e, na 2.ª edição, foi distinguido o projeto de promoção da leitura da associação artística Andante.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.