A visita, com início às 15:00, vai ser guiada pela arqueóloga Susana Correia e pelo historiador de arte José António Falcão e permitir aos participantes irem "ao encontro das raízes" do sítio arqueológico, explica a organizadora do festival, num comunicado enviado à agência Lusa.

A cargo do Tiburtina Ensemble, grupo especializado em canto gregoriano, polifonia medieval e música contemporânea, o concerto de abertura do festival, intitulado "Harmonia Celestis: A Corte Divina na Obra de Hildegarda de Bingen", vai decorrer a partir das 21:30, na igreja matriz de S. Cucufate, em Vila de Frades, no concelho de Vidigueira, distrito de Beja.

A primeira etapa do festival deste ano, no âmbito do seu programa de salvaguarda da biodiversidade, vai incluir também uma vista aos laranjais de Vidigueira, no domingo, a partir das 09:30.

Organizado pela associação Pedra Angular, o 16.º Terras Sem Sombra, com o título "Uma Breve Eternidade: Emoções e Comoções na Música Europeia (Séculos XII-XXI)", tem a República Checa como país convidado e vai decorrer até final de julho em 15 concelhos do Alentejo.

A associação já divulgou 12 dos 15 concelhos onde vão decorrer concertos, visitas e iniciativas sobre património material e imaterial e ações de salvaguarda de biodiversidade, nomeadamente Vidigueira, Barrancos, Mértola, Arraiolos, Beja, Ferreira do Alentejo, Sines, Santiago do Cacém, Odemira, Castelo de Vide, Alter do Chão e Viana do Alentejo.

O diretor-geral do festival, José António Falcão, disse à Lusa que ainda vão ser divulgados outros três concelhos onde irão decorrer atividades, nomeadamente o que irá acolher um concerto-surpresa, no dia 13 de junho, e outros dois onde irão realizar-se dois concertos para crianças, duas visitas a património e duas ações de salvaguarda de biodiversidade.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.