A mudança de Cristina Ferreira para a SIC continua a dar que falar. Na edição deste mês da revista GQ, a nova apresentadora da estação de Carnaxide volta a frisar que não aceitou mudar por dinheiro. "As pessoas precisam de perceber que (…) se fosse por dinheiro, ficava na TVI", frisou.

Para Cristina Ferreira, a SIC está num momento de mudança, para tentar voltar à liderança. Na entrevista, a apresentadora lembra que o canal era o mais visto até à chegada do "Big Brother", em 2000, à TVI. "De repente, uma estação que tinha vivido uma fase explosiva, tem de se habituar a perder todos os dias. Mas já está farta disso e este é o momento de viragem em que todos queremos fazer diferente", explica.

Sobre o seu programa em Carnaxide, a apresentadora não lança grandes pistas. "Já está tudo inventado. Mas não está tudo embrulhado e eu costumo dizer que é o embrulho que faz a diferença nos programas de televisão de day time. E, para este, já comprei papel e lacinhos de veludo", contou à GQ.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.