A hipótese já tinha sido levantada no passado mês de junho, mas esta quarta-feira chegou a confirmação: a próxima cerimónia de entrega dos Emmys não vai ter apresentador.

A decisão foi confirmada pelo diretor da FOX Entertainment, Charlie Collier, e marca a primeira cerimónia sem um apresentador desde a de 2003. As edições de 1975 e 1998 também não contaram com apresentador, assinala a Variety.

Alguma imprensa internacional aponta a mudança como reação à queda de audiências da emissão do ano passado, deixando assim a porta aberta para que a cerimónia dê mais destaque às séries e estrelas nomeadas.

Domingo, 17: 69ª Cerimónia dos Emmy Awards (em direto)

A cerimónia de entrega de prémios televisivos está marcada para o dia 22 de setembro.

"A Guerra dos Tronos" lidera a corrida com um número recorde de nomeações - a série da HBO está nomeada em 32 categorias e o anterior recorde para a temporada de uma série com argumento era detido por "A Balada de Nova Iorque", que teve 27 nomeações em 1994. Ao longo das oito temporadas, "A Guerra dos Tronos" acumulou 161 nomeações.

"The Marvelous Mrs. Maisel" é a segunda série com mais nomeações (20 nomeações), seguida de "Chernobyl", com 19, e de "Saturday Night Live", que está na corrida em 18 categorias. Já "Barry" e "Fosse/Verdon" são candidatas a 17 prémios.

A Academia de Televisão dos EUA tem mais de 25 mil membros, dos quais 23 mil são votantes nos Emmys. As nomeações, que partiram de 9100 candidaturas, consideraram todos os programas estreados entre 1 de junho de 2018 e 31 de maio de 2019.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.