"Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer" será o novo nome de "Governo Sombra", programa de Carlos Vaz Marques, João Miguel Tavares, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira. A novidade foi anunciada pelo antigo jornalista da TSF nas redes sociais.

“Mudamos o nome, mas não mudamos a essência”, frisou ao Expresso o jornalista Carlos Vaz Marques, que recentemente saiu da TSF, onde trabalhou durante 32 anos. Nas redes sociais, o jornalista acusou a estação de "bullying profissional".

"Vamos ser os quatro cromos do costume, como desde 2008. Voltamos na próxima sexta-feira, na SIC Notícias e em podcast. Com uma pequeníssima alteração: estamos impedidos de continuar a usar a marca que criámos", contou nas redes sociais.

"Por ingenuidade e boa-fé nunca a registámos. A rádio TSF, desde 2014 propriedade do Global Media Group, patenteou-a como sua em 2018 à nossa revelia, soubemo-lo recentemente, e impede-nos agora de continuarmos a usá-la. Que lhes faça bom proveito", explicou o jornalista.

"Assim sendo, regressaremos ao pequeno ecrã sob outra designação. Já houve quem nos sugerisse passarmos a usar o nome 'Windsurf e Surubas'. Há-de haver quem ainda se lembre da onde isto vem. Mas quem quiser sugerir alternativas, sinta-se à vontade. Nós depois escolheremos outra coisa qualquer", acrescentou.

"É claro que os espectadores e ouvintes podem continuar a chamar ao programa o que quiserem, não estando limitados por impedimentos legais", rematou Carlos Vaz Marques nas redes sociais.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.